WhatsApp Twuitter

Quinta, 24 de novembro de 2016, 08h08

Política Nacional

Caso Geddel vai parar na Polícia Federal


A suposta pressão que o ministro Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, fez sobre o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero para atuar em favor dele e liberar as obras de um empreendimento de luxo em Salvador (BA) foi parar na PF (Polícia Federal). A informação está na coluna Painel, da Folha de S.Paulo, desta quinta-feira (24).

Calero prestou depoimento aos agentes federais sobre as acusações que fez contra Geddel — o antigo mandatário da Cultura disse à reportagem que não comentaria o assunto.

Até então, o caso estava apenas na esfera da Comissão de Ética da Presidência, que enxergou um conflito de interesses na postura do articulador político de Temer.

Geddel voltou ao noticiário policial na última sexta-feira, depois que o ex-ministro da Cultura relatou ter sido pressionado pelo peemedebista para atuar junto ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) para liberar um empreendimento de luxo em Salvador, cujos imóveis estão avaliados em R$ 2,6 milhões cada.

Em setembro, relatório da PF (Polícia Federal) revelou depoimento de Funaro em que dizia que Geddel era “boca de jacaré”, por causa da ganância em conseguir uma transação do FI-FGTS (fundo de investimento do FGTS) que totalizou RS$ 330 milhões que o favoreceria.

Com isso, caso perca o cargo de ministro e, consequentemente, o foro privilegiado, ele poderá cair nas mãos do juiz Sérgio Moro, responsável pela condução da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal.

 



// matérias relacionadas

Quarta, 13 de setembro de 2017

11:42 - Ex-governador do Rio Anthony Garotinho é preso novamente pela Policia Federal

Segunda, 28 de novembro de 2016

08:02 - A partir de hoje sou babá, diz Geddel Vieira

Terça, 22 de novembro de 2016

10:53 - Garotinho acusa juiz que o prendeu de falsa acusação

10:51 - Garotinho chega em carro da PF ao seu apartamento

Sexta, 18 de novembro de 2016

08:00 - Garotinho resiste à transferência para Bangu

Quinta, 17 de novembro de 2016

09:41 - Para juiz, Garotinho acredita que está acima da lei e da ordem

08:03 - Ministra do TSE nega pedido de liberdade de Garotinho


// leia também

Terça, 19 de setembro de 2017

21:19 - Senado aprova em segundo turno PEC do Simples Municipal

20:58 - Câmara conclui votação de MP que prevê renegociação de dívidas

20:46 - Mulher de Cabral fez 11 compras de joias, maioria sem nota fiscal

19:30 - Lula e Gilberto Carvalho se tornam réus por corrupção passiva

17:13 - STF mantém com Moro delação da Odebrecht que incrimina Gim Argello

16:20 - Lula quis evitar vizinhos indesejados, diz 'compadre'

16:10 - 'Brasil precisa desesperadamente da reforma política', diz Barroso

12:42 - Pesquisa CNT revela que 75,6% reprovam governo Temer

12:37 - Relator da reforma política aposta na votação da mudança do sistema eleitoral

10:35 - Viagens expõem estilos diferentes de Alckmin e Doria