WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 11h15

Grupo JBS doou R$ 4 milhões para membros da CPI


Recém-criada no Congresso, a CPI mista da JBS tem cerca de um terço de seus atuais integrantes financiados pela empresa, líder mundial de processamento de carnes. Ao todo, foram cerca de R$ 4 milhões doados para as campanhas que elegeram 15 parlamentares dos 49 que fazem parte do colegiado.

A comissão, que nesta terça-feira, 12, teve a sua primeira reunião de trabalho, ainda tem 19 vagas para serem preenchidas. A maior parte é do PMDB do Senado, que deve indicar os nomes apenas nesta quarta-feira, 13. Ao todo, dez dos 23 senadores da bancada peemedebista receberam doação da JBS durante suas campanhas.

A reunião desta terça da CPI foi marcada pela polêmica em torno da escolha do deputado Carlos Marun (PMDB-MS) como relator. Integrante da tropa de choque do presidente Michel Temer no Congresso, a indicação foi articulada pelo Planalto, que queria alguém alinhado ao governo no cargo.

Marun é um dos que receberam da JBS. Ao todo, foram R$ 103 mil doados para a campanha que o elegeu em 2014. Questionado, o deputado disse não ver constrangimento em ser relator de uma CPI que tem como um dos objetivos investigar os termos do acordo de colaboração que a empresa firmou com o Ministério Público Federal.

A escolha provocou a saída de ao menos dois senadores do colegiado. Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e Otto Alencar (PSD-BA) desistiram de integrar a CPI mista.  



// matérias relacionadas

Terça, 21 de novembro de 2017

08:08 - PF deflagra a 47ª fase da operação da Lava Jato e cumpre mandados em 4 estados

Domingo, 19 de novembro de 2017

14:18 - MP pede a anulação da votação que soltou Picciani e mais dois

11:02 - Picciani pede licença da Assembleia do Rio para se defender na Lava Jato

Sexta, 17 de novembro de 2017

17:43 - Lava Jato no Rio já denunciou 134 pessoas e pediu devolução de R$ 2,3 bilhões

09:36 - Manifestantes comemoram 1 ano de prisão de Cabral no Rio de Janeiro

08:05 - Penas de até 300 anos ameaçam o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral

07:54 - Deputados cariocas vão decidir destino de Jorge Picciani na prisão

Quinta, 16 de novembro de 2017

20:55 - Justiça determina nova prisão do empresário Jacob Barata Filho

14:18 - MPF pede restabelecimento da prisão de Jacob Barata Filho

08:37 - Tribunal deve julgar hoje prisão de Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi


// leia também

Quarta, 22 de novembro de 2017

08:58 - Comissão da Câmara vota parecer sobre fim do foro privilegiado hoje

08:43 - Ex-governadores Garotinho e Rosinha são presos em operação da PF no Rio

Terça, 21 de novembro de 2017

22:00 - Senado aprova voto distrital misto para eleição de deputados e vereadores

21:40 - Temer nomeia Alexandre Baldy para Ministério das Cidades

21:07 - Raquel Dodge diz ao STF que Rio é 'terra sem lei'

20:33 - Emenda impede que Temer aumente fundo eleitoral sem aval do Congresso

20:05 - Raquel vai ao STF contra decisão da Alerj que soltou deputados

19:00 - Após nova ordem de prisão, Albertassi, Melo e Picciani se apresentam à PF

18:22 - Alerj informa que não vai questionar decisão do TRF-2 sobre prisões

18:02 - Sob protestos, Comissão da Câmara retoma votação de PEC que proíbe aborto