WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 13h12

por 90 dias

OAB suspende registro profissional de ex-procurador Marcello Miller


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) oficializou hoje (13) a suspensão do registro profissional do ex-procurador do Ministério Público Federal Marcelo Miller.

A medida cautelar tem prazo de 90 dias e foi tomada após esclarecimentos prestados pelo ex-procurador sobre a suspeita de atuação em favor do grupo J&F, quando ainda estava no MPF, disse o presidente do Conselho Nacional da OAB, Claudio Lamachia.

"Se ficar provado, houve um exercício da advocacia de forma irregular, enquanto ele ainda era membro do Ministério Público", disse o presidente.

Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Marcello Miller atuou em favor do grupo J&F durante o período em que trabalhou como procurador, no Ministério Público Federal (MPF). Janot pediu a prisão do ex-procurador, que foi rejeitada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin.

O procurador-geral afirmou que e-mails de um escritório de advocacia mostram que Miller auxiliou a empresa no acordo de leniência com o órgão. A defesa do ex-procurador nega que ele tenha atuado como intermediário do grupo J&F ou qualquer empresa.

O presidente do Conselho Federal da OAB disse que o processo corre em segredo de justiça no Tribunal de Ética e Disciplina da seccional da ordem no Rio de Janeiro, onde Miller é registrado. Também está em investigação se o ex-procurador cumpriu quarentena ao deixar o Ministério Público. O ponto central, segundo Lamachia, é a suspeita de que ele tenha exercido a advocacia irregularmente, quando ainda estava no MPF.

"O ponto fundamental não está na quarentena, está no exercício profissional da advocacia, quando ele ainda era membro do Ministério Público".

A suspensão por 90 dias pode ser prolongada se o processo não for concluído dentro desse prazo, mas a OAB tem a expectativa de que o trâmite seja célere.

Defesa

Por meio de nota, a defesa de Marcelo Miller negou que o advogado tenha sido ouvido no processo e afirmou que a suspensão fere o estatuto da OAB.

"Em relação ao pedido de suspensão cautelar do direito de advogar por 90 dias, a defesa de Marcello Miller esclarece que tal fato está em total desacordo com o estatuto da OAB (lei 8.906/94). No artigo 70, parágrafo terceiro, eventual suspensão preventiva só pode ocorrer mediante sessão especial, assegurado ao advogado o direito de manifestação, o que não ocorreu. Marcello Miller não foi notificado do processo de suspensão, muito menos foi ouvido", diz a nota.



// matérias relacionadas

Quarta, 20 de setembro de 2017

19:18 - Raquel Dodge defende envio da denúncia contra Temer à Câmara

13:15 - Joesley contratou empresa de delegado que atuou no caso Marcela Temer

12:52 - Entrega dos novos áudios de delatores foi uma 'casca de banana'

12:13 - Defesa de Temer volta a pedir ao STF que devolva denúncia à PGR

Terça, 19 de setembro de 2017

19:30 - Lula e Gilberto Carvalho se tornam réus por corrupção passiva

Segunda, 18 de setembro de 2017

16:22 - Investigados da Lava Jato 'compraram' visto europeu, diz jornal

Domingo, 17 de setembro de 2017

10:35 - Supremo prevê relação menos tensa com Dodge

Sexta, 15 de setembro de 2017

21:40 - Defesa recorre ao STJ com novo UC contra prisão dos irmãos Batista

20:09 - Após audiência de custódia, Joesley Batista ficará preso na PF em SP

19:10 - Cunha chega a Brasília, onde vai depor em processo sobre desvios


// leia também

Quarta, 20 de setembro de 2017

19:54 - Câmara aprova MP que altera regras do Fundo Penitenciário Nacional

18:40 - Temer diz a investidores que Brasil é um destino seguro para negócios

17:47 - Maioria do STF vota pelo envio de denúncia contra Temer à Câmara

17:04 - Moraes acompanha voto de Fachin contra suspensão de denúncia de Temer

16:52 - PMDB possivelmente terá candidato nas eleições de 2018, diz Temer

13:03 - Relator da CPMI da JBS admite convocar delatados, mas descarta ouvir Temer

12:37 - Comando do Exército diz que não vai punir general que pregou intervenção militar

12:25 - Randolfe Rodrigues pede ao Supremo que suspenda CPMI da JBS

Terça, 19 de setembro de 2017

23:30 - Mulher de Cabral fez 11 compras de joias, maioria sem nota fiscal

22:15 - Fachin rejeita pedido da defesa de Temer e mantém denúncia no STF