WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 17h31

Brasil

Mais 2 bombeiros do RJ são presos por corrupção


Mais dois bombeiros militares do Rio de Janeiro foram presos acusados de envolvimento num esquema de propinas para autorizar o funcionamento de estabelecimentos comerciais e de diversão sem a documentação exigida pela lei.

Na terça-feira (12), 34 pessoas (32 bombeiros e 2 empresários) foram detidos acusados de integrar esse esquema. Ao todo, 38 pessoas tiveram suas prisões determinadas pela 1ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Eles são acusados de integrar organização criminosa, crime cuja pena é de prisão de três a oito anos.

No fim da tarde de terça-feira, o comandante-geral dos bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara, que também era secretário estadual de Defesa Civil, pediu ao governador Luiz Fernando Pezão exoneração dos cargos. O subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior Geral, coronel Roberto Robadey, foi indicado por Pezão para substituí-lo nas duas funções.

O coronel da reserva Rodrigo Vallim de Barros foi preso na noite de terça-feira pela Polícia Federal no aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador (zona norte). Ele chegava de viagem. Já o coronel da reserva Evandro Costa Ferreira se entregou na manhã desta quarta-feira (13) na Cidade da Polícia, no Jacaré (zona norte do Rio).

Com a prisão deles, restam duas pessoas ainda foragidas - um empresário e mais um bombeiro.

Segundo o Ministério Público e a Polícia Civil, o esquema de corrupção acontecia principalme

Foto: Corpo de Bombeiros

Com a prisão deles, restam duas pessoas ainda foragidas - um empresário e mais um bombeiro.

nte no Setor de Engenharia do 4º Grupamento do Bombeiro Militar de Nova Iguaçu, do 14º Grupamento do Bombeiro Militar de Duque de Caxias (Baixada Fluminense) e do Grupamento de Operações com Produtos Perigosos, que reúne bombeiros responsáveis pela expedição de alvarás para funcionamento dos comércios da região.

As investigações indicaram que estabelecimentos comerciais e locais de diversão pública - inclusive um estádio de futebol - receberam autorização para funcionar sem cumprir as exigências de segurança previstas pela legislação para proteger os clientes em caso de incêndio.

Até a tarde desta quarta-feira, a reportagem não conseguiu localizar representantes dos bombeiros detidos. 



// matérias relacionadas

Sexta, 18 de maio de 2018

10:07 - Delegado aposentado e filha são baleados em tentativa de assalto

Quarta, 16 de maio de 2018

13:51 - Vice-prefeito do Rio sofre enfarte e é internado em estado grave

Segunda, 14 de maio de 2018

16:20 - Exército entrega 100 fuzis para batalhão da PM no Rio de Janeiro

Sábado, 12 de maio de 2018

14:00 - Cabo é 47º policial militar morto no Rio de Janeiro em 2018

Sexta, 11 de maio de 2018

19:00 - Homem troca tiros com policiais dentro de hospital no Rio de Janeiro

Segunda, 07 de maio de 2018

19:15 - Balas perdidas atingem sala de torre do Shopping Rio Sul

Sexta, 04 de maio de 2018

19:28 - Bairros da zona sul do Rio têm intenso tiroteio

Quinta, 03 de maio de 2018

14:42 - Forças Armadas vão ocupar comunidades do Rio por tempo indeterminado

14:03 - Técnica em enfermagem é presa por tentar matar 4 recém-nascidos

Segunda, 30 de abril de 2018

08:37 - Seis vítimas de explosão de lancha em Macaé permanecem internadas


// leia também

Domingo, 20 de maio de 2018

11:11 - Aliança competitiva em reduto eleitoral ainda é minoria

08:28 - Dodge reforça pedido de rescisão de delação de Wesley Batista

Sábado, 19 de maio de 2018

18:00 - Lula preso quer de volta benefícios de ex-presidente

17:00 - Tucano tem boa relação com MG, afirma Anastasia

16:00 - Cenário local atrapalha negociação de três partidos

13:00 - Álvaro Dias e Amoedo largam na frente arrecadação por vaquinha virtual

08:58 - Ex-ministro José Dirceu terá 2 horas de banho de sol e quatro refeições

08:38 - Após baixa de 105 processos, STF volta a discutir foro privilegiado

Sexta, 18 de maio de 2018

17:19 - Operador de Dirceu também se entrega em Curitiba

14:59 - Fachin suspende revisão de pensões de filhas de servidores