WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 18h05

política Nacional

Janot foi ludibriado, diz vice-procurador-geral Nicolao Dino


O vice-procurador-Geral da República, Nicolao Dino, afirmou nesta quarta-feira, 23, que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi ‘ludibriado‘ por executivos do grupo J&F ao firmar os acordos de delação premiada deles. A declaração foi dada durante sustentação oral perante o pleno do Supremo Tribunal Federal (STF), durante a sessão em que os ministros da Corte analisavam pedido da defesa do presidente Michel Temer para suspender eventual segunda denúncia apresentada por Janot contra ele, até que as provas obtidas por meio dessa delação sejam analisadas pelo Ministério Público e pelo STF.

‘O procurador-geral da República foi ludibriado, houve omissão de informações‘, afirmou Dino. As omissões teriam sido reveladas por novos áudios de conversas entre o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, e ex-executivo Ricardo Saud. As gravações levantam suspeitas de que os dois delatores manipularam provas da delação. Além disso, provocaram suspeitas de que o ex-procurador da República Marcelo Miller, que fez parte da equipe de Janot, atuou dentro da PGR a favor dos delatores, enquanto ainda estava no cargo. Após deixar o posto, Miller virou advogado do escritório que comandou o acordo de leniência do grupo J&F.

Para o vice-procurador-geral, esses fatos não invalidam as provas. Para ele, as provas só serão examinadas após Janot apresentar eventual segunda denúncia e, se a Câmara dos Deputados aprovar a admissibilidade dela. ‘Esse juízo de admissibilidade sequer foi exercido, porque sequer foi proposta ação penal‘, disse. Na avaliação de Dino, o Supremo não pode fazer essa pré-avaliação no bojo dos ‘estreitos limites‘ da questão de ordem apresentada pela defesa de Temer. ‘Por todos esses aspectos, a PGR insiste no argumento da rejeição da questão‘, acrescentou. 



// matérias relacionadas

Terça, 14 de agosto de 2018

14:20 - Lava Jato exige fiança de R$ 1,5 mi de Vaccarezza em cinco dias

Segunda, 13 de agosto de 2018

12:00 - Doleiro da Lava Jato revela no inquérito do Rodoanel entrega de valores da OAS

Sexta, 10 de agosto de 2018

08:56 - PF cumpre mandados de prisão em desdobramento da Lava Jato no Rio

Quinta, 09 de agosto de 2018

17:16 - Petrobras recebe mais de R$ 1 bilhão por meio da Lava Jato

Quarta, 08 de agosto de 2018

14:19 - Mendes manda soltar investigados de desdobramento da Lava Jato no Rio

Sexta, 27 de julho de 2018

14:34 - Devendo fiança à Lava Jato, Vaccarezza cria 'vaquinha' para sua campanha

12:36 - Juíza homologa acordo de R$ 30 mil em 22 anos entre Promotoria e Odebrecht

12:05 - Tribunal da Lava Jato mantém indisponíveis bens de Léo Pinheiro

Quarta, 25 de julho de 2018

11:07 - Moro critica questionamentos da imprensa sobre atuação de juízes

10:35 - Juiz manda Sérgio Cabral sair de isolamento e voltar para cela coletiva


// leia também

Domingo, 19 de agosto de 2018

20:00 - Meirelles diz que Alckmin deve aprender a respeitar a lei

13:00 - Ex-presidente da Andrade tenta superar a lava jato

10:06 - Para Marina, armar população é transferir responsabilidade do Estado

10:02 - Temer convoca reunião de emergência para discutir situação de venezuelanos

Sábado, 18 de agosto de 2018

14:30 - Vice de Alckmin elogia Marina em debate e sugere tom coloquial a tucano

14:00 - Vice de Alckmin elogia Marina em debate e sugere tom coloquial a tucano

14:00 - Bolsonaro participa de cerimônia militar ao lado de ministros de Temer

12:31 - Gasto acima do teto impede reajustes do STF e MP, segundo estudo

08:51 - Barroso pode impedir candidatura de Lula a qualquer momento

08:34 - Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres