WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 16h44

projeto de lei

Victório Galli quer criminalizar o comunismo


João Vieira

Seguindo a mesma tática de ganhar destaque na imprensa por causa de entrevistas polêmicas e projetos sem noção que não agregam em nada na vida da população, o deputado federal Victório Galli (PSC) agora quer criminalizar o comunismo.

Isso mesmo, ele apresentou um projeto de lei para tornar crime um regime de governo que nem é adotado no Brasil. Consta no projeto de Lei 8.229/2017 que a ideia é editar a Lei 7.716/1989 que trata de preconceitos contra a raça e cor.

O parlamentar pretende alterar um artigo da lei que proíbe "fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo, inclusive em escolas públicas ou privadas” para inserir o termo comunismo.

Destaca que se o projeto for aprovado torna-se crime qualquer forma de elogio, enaltecimento ou apologia ao comunismo. Em um trecho da justificativa, o deputado argumenta que “os comunistas desonram a união natural do homem e da mulher, que até mesmo os povos bárbaros respeitaram”. Leia aqui a íntegra do projeto de lei.



// leia também

Domingo, 24 de setembro de 2017

10:20 - Bancada de Mato Grosso é contra volta do 'fundão'

Sexta, 22 de setembro de 2017

20:06 - No Fórum, colegas apoiam secretário de Saúde

19:45 - OAB-MT não 'apoia' Luiz Soares durante prisão

Quinta, 21 de setembro de 2017

16:34 - No Facebook, delegado minimiza vaias de colegas

15:58 - Delegado Stringueta ressurge na grampolândia

13:19 - Decisão de Perri evidencia tensão entre poderes

11:44 - Jornalista acusa deputado de agressão e ameaça

Quarta, 20 de setembro de 2017

17:35 - Staff de Taques sofre mais uma baixa após grampos

Terça, 19 de setembro de 2017

18:09 - Procurador aposentado morre e MP lamenta

15:01 - Vanessa Zago conduz inquérito de alvos de Silval