WhatsApp Twuitter

Domingo, 16 de julho de 2017, 10h00

POLÍTICA DE MT

'Todos os policiais investigados por grampos passaram pelo Gaeco', diz Perri

Celly Silva, repórter do GD


O desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), chamou a atenção para o fato de que todos os policiais militares envolvidos na investigação que apura a existência de interceptações telefônicas ilegais ocorridas no Estado e que tem sido chamada de “grampolândia pantaneira” já atuaram no Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).


Orlando Perri

O apontamento foi feito durante sessão plenária do TJ, na última quinta-feira (13), em que se analisava o pedido de arquivamento da investigação conduzida por Perri por parte do procurador-geral de Justiça Mauro Curvo, que acabou sendo negado por unanimidade.

Leia também - Em decisão unânime, TJ nega arquivar investigações sobre grampos

“Por falar em Gaeco, chama a atenção o fato de que todos os policiais militares implicados nessa grampolândia estavam ou passaram pelo Gaeco. Os fatos são estarrecedores!”, disse Perri.

O desembargador é responsável por decretar as prisões do coronel Evandro Ferraz Lesco, secretário-chefe da Casa Militar afastado, do sargento Euclides Luiz Torezan, cedido ao Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do coronel Ronelson Jorge de Barros (secretário-adjunto na Casa Militar afastado) e do coronel Januário Antônio Edwiges Batista, ex-comandante do 4º Batalhão, em Várzea Grande.

Leia também - Desembargador manda prender 6 militares; 2 são secretários

Segundo ele, a sociedade mato-grossense tem o direito de saber quem foram as vítimas e quem são os “verdadeiros responsáveis” pelo que ele classificou como “graves atentados a intimidade do cidadão”.

O desembargador também ressaltou que caso as investigações por ele jurisdicionadas fossem arquivadas, todos os demais processos relacionados ao caso dos grampos ilegais também teriam quer ser novamente distribuídos e começar do zero.

“Todos os demais procedimentos a mim distribuídos ou avocados vieram por conexão. Se derrubarem esta notícia-crime vai ter que se fazer a distribuição de todos os demais procedimentos que estão sob minha relatoria. Existem sim conseqüências de ordem prática! E profundas conseqüências!”, afirmou.

Assista à sessão e veja a partir de 1 hora, o momento em que Perri cira os policiais do Gaeco:
 

             



// matérias relacionadas

Quarta, 18 de abril de 2018

17:36 - Vereador Diego no Intermat causa mal-estar no PP

17:08 - Diego Guimarães assume presidência do Intermat

Terça, 17 de abril de 2018

16:06 - Taques comenta ideia de Eder para tirar MT da crise

11:05 - Taques volta insinuar que ex-aliados esperavam 'esquemas' do governo

Segunda, 16 de abril de 2018

14:50 - MPF manda Estado devolver R$ 4 milhões usados indevidamente em hospital

12:54 - Taques rebate Pivetta e aconselha que vá rezar

07:00 - Governo tenta vender dívida para o Banco Mundial e economizar R$ 150 milhões

Sábado, 14 de abril de 2018

08:00 - Mato Grosso tem R$ 1,3 bilhão de restos a pagar e não vai quitar tudo este ano

Sexta, 13 de abril de 2018

19:39 - TJ concede liminar ao governo e desbloqueia parte das contas do Gcom

16:45 - Taques ignora críticas da oposição e diz que continuará entregando obras


// leia também

Sexta, 20 de abril de 2018

12:13 - Empresário Zezo Malouf é alvo de penhora de R$ 3,6 milhões - veja fac-símile

11:15 - Wilson Santos é condenado em R$ 12 milhões e perda direitos políticos

11:00 - Investigações do Gaeco avançam em outros contratos no Detran

08:31 - Mauro Mendes sofre bloqueio de R$ 300 mil em ação por fraude em leilão

08:01 - Cidinho quer testemunha do Maranhão em ação por desvio de rendas públicas

07:43 - STF desmembra processo de Henry na Lava Jato por crimes de R$ 29 bilhões

Quinta, 19 de abril de 2018

16:39 - Funcionários decidem continuar trabalhando no Hospital Jardim Cuiabá

15:36 - Faixa informa fim do atendimento no Hospital Jardim Cuiabá

11:39 - Ex-secretário réu por desvios na Seduc ganha autorização para viajar

11:38 - Nova administradora do Hospital Jardim Cuiabá não apresenta alvará sanitário