WhatsApp Twuitter

Quarta, 06 de setembro de 2017, 16h47

10 anos depois

Empresas de transporte coletivo terão que devolver tarifas cobradas a mais

Celly Silva, repórter do GD


As empresas Expresso Nova Cuiabá Ltda., Auto Viação Princesa do Sol Ltda., Expresso Norte Sul Transportes Urbanos Ltda. e AGE Transportes Ltda. foram condenadas a devolver aos usuários do serviço de transporte coletivo de Cuiabá os valores pagos a mais nas tarifas cobradas entre as datas 23 a 26 de janeiro de 2007 e 5 a 9 de fevereiro de 2007, quando vigorou o Decreto 4.512/2007, que reajustou a tarifa em 0,20 centavos, aumentando a passagem de R$ 1,85 para R$ 2,05.

Os ressarcimentos deverão ser acrescidos de juros moratórios de 1% ao mês a partir da citação e correção com base no INPC/IBGE desde as datas das respectivas cobranças. A Prefeitura de Cuiabá também foi condenada subsidiariamente. 

Marcos Vergueiro

Conforme a decisão da juíza Célia Regina Vidotti, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular, proferida na última segunda-feira (4), caso não seja possível devolver os valores diretamente aos usuários que foram afetados naquela época, o montante apurado em relação à cobrança ilegal terá que ser destinado ao Fundo Nacional de Defesa dos Direitos Difusos e Coletivos. Por ser de primeira instância, cabe recurso da sentença.

Ação começou a tramitar há 10 anos atrás, na 5ª Vara da Fazenda Pública.
Conforme o Ministério Público Estadual (MPE), autor da ação, o aumento no preço da tarifa do transporte coletivo transgredia a Constituição federal por constituir enriquecimento sem causa.

O MPE também argumentou que a data em que o Conselho Municipal de Transporte deliberou sobre o reajuste foi escolhida de forma premeditada, no final do ano, período em que havia menor poder de reação da sociedade e desmobilização dos órgãos fiscalizadores. Isso com o objetivo de minimizar as reações contrárias ao aumento, facilitando a tomada de decisão, o que apontou como imoral.



// matérias relacionadas

Quinta, 26 de abril de 2018

09:51 - Revoltado, idoso 'quebra' saída de emergência e pula de ônibus em movimento

Segunda, 16 de abril de 2018

12:22 - Moradores protestam contra aumento de 21% na tarifa entre Cuiabá e Leverger - vídeo

Terça, 27 de março de 2018

10:36 - Sancionada, lei dos aplicativos agrada taxistas e preocupa uberistas de MT

Segunda, 19 de março de 2018

11:22 - Cuiabanas sofrem abuso sexual na rotina em coletivos

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

10:40 - Garçom leva socos no rosto e nas costas de motorista

Terça, 20 de fevereiro de 2018

15:30 - Universitários perdem aula porque linha de ônibus muda sem aviso

Quarta, 07 de fevereiro de 2018

10:53 - Amarelinhos começam a multar motoristas de ônibus fora da faixa exclusiva

Domingo, 28 de janeiro de 2018

09:00 - Vereador cobra projetos elétrico e hidráulico e melhorias na mobilidade para deficientes

Sexta, 26 de janeiro de 2018

12:35 - Semob realiza mapeamento de fluxo em principais pontos de ônibus de Cuiabá

Quinta, 11 de janeiro de 2018

18:13 - Taxistas terão ponto definitivo na rua 13 de Junho


// leia também

Sexta, 25 de maio de 2018

18:12 - Desembargador nega liberdade a Paulo Taques e irmão presos por corrupção

11:12 - Juiz suspende por 90 dias 'expulsão' de sindicato instalado em terreno público

10:45 - Escola de Samba Mangueira e produtora terão que devolver R$ 509 mil para Cuiabá

09:54 - MPE obtém liminar que proíbe o bloqueio de estradas em Diamantino

07:57 - Weber dá 10 dias para PGR rever situação de Fagundes como réu por corrupção e lavagem

Quinta, 24 de maio de 2018

20:11 - Ministra nega HC a Mauro Savi e mantém inquérito sobre propina no Detran

17:49 - Pedido de vista adia julgamento que tenta reverter cassação de Lucimar Campos

16:12 - 'Rei do Algodão' consegue suspender leilão de fazenda de R$ 349 milhões

15:58 - Maioria vota por manter prisão de Savi, mas julgamento é adiado

15:40 - Começam as audiências em ação contra 13 réus por rombo R$ 7 milhões