WhatsApp Twuitter

Quarta, 06 de setembro de 2017, 16h46

Liminar obriga município a implantar ponto eletrônico em unidade de saúde

Clênia Goreth, redação MPE


Liminar concedida ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE) obriga o município de Cuiabá a implantar sistema eletrônico de ponto no Centro de Saúde do bairro CPA IV. A decisão foi proferida pelo Tribunal de Justiça, por meio da 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo, em recurso de agravo de instrumento interposto pela 7ª Promotoria de Justiça Cível da Capital.

Reprodução

De acordo com o promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes, a medida visa corrigir problemas relacionados à falta de controle da assiduidade dos agentes. Folhas de pontos apresentadas ao MPE sobre a frequência de médicos na referida unidade apontaram fragilidades como, por exemplo, anotações de entrada e saída em branco.

O promotor de Justiça argumenta que já existe uma Portaria da Secretaria de Gestão do Município de Cuiabá, de janeiro de 2014, que dispõe sobre o sistema de assiduidade dos servidores municipais. A referida regulamentação estabelece que o controle deve ocorrer por meio eletrônico e não manual como vem acontecendo.

Além de prejudicar o atendimento ao cidadão, o MPE destaca que a remuneração sem a devida contraprestação dos serviços causa prejuízo ao erário. Outras ações similares, referentes a várias unidades da Capital, também já foram propostas pela 7ª Promotoria de Justiça Cível da Capital.

A liminar, obrigando o município a implantar o sistema de ponto eletrônico no Centro de Saúde do bairro CPA IV, foi concedida pelo desembargador Luiz Carlos da Costa. 



// matérias relacionadas

Terça, 16 de janeiro de 2018

10:29 - Nova terapia para conter casos de aids no País está restrita a 3 postos públicos

Segunda, 15 de janeiro de 2018

15:22 - Funcionários da Santa Casa deflagram greve e unidade recusa pacientes

10:42 - Prefeitura de Tangará da Serra vai assumir gestão de UTI no município

07:30 - Casos de chikungunya disparam a 141% e MT Saúde faz campanha contra o Aedes

Sexta, 12 de janeiro de 2018

16:30 - Primeira morte por febre amarela em 2018 é confirmada no Rio de Janeiro

11:51 - Hospitais filantrópicos fecham UTIs e deixam de receber pacientes do SUS

Quinta, 11 de janeiro de 2018

18:30 - Secretaria confirma a morte de 67 macacos bugios pela febre amarela

10:08 - Adolescente de 15 anos morre sem diagnóstico e família vai processar

Quarta, 10 de janeiro de 2018

17:30 - São Paulo vacinou sete milhões contra febre amarela em 2017

14:33 - Ministro da Saúde nega risco de falta de vacina contra febre amarela


// leia também

Terça, 16 de janeiro de 2018

10:32 - Justiça anula primeira matrícula de imóvel em ação bilionária em Sorriso

Segunda, 15 de janeiro de 2018

14:30 - Silval Barbosa diz que se arrepende e está se retratando

12:43 - Falta de CNH não presume culpa de condutor em acidente, decide TJ

12:30 - Presidentes do TRF4 e do STF discutem ameaças a desembargadores

12:00 - MPE investiga incentivos fiscais concedidos ao resort de Blairo no Manso

09:47 - Pronto-Socorro de Várzea Grande tem 60 dias para realizar adequações

Domingo, 14 de janeiro de 2018

08:15 - Saiba quem tem prioridade de tramitação processual

Sexta, 12 de janeiro de 2018

14:55 - MPE abre inquérito para investigar obras de reforma da Praça Ipiranga

11:42 - MPE apura esquema entre Silval Barbosa e a Petrobras

07:50 - MP quer obrigar Seduc a contratar auxiliares para alunos especiais