WhatsApp Twuitter

Segunda, 10 de setembro de 2018, 14h30

TJ mantém suspensos os trabalhos da CPI do Paletó

Celly Silva, repórter do GD


A 1ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) manteve, por unanimidade, a suspensão dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, que apura suposta obstrução de justiça por parte do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), no caso do escândalo do paletó, que trata de sua citação na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa como recebedor de propina enquanto era deputado estadual, o que conta inclusive com imagens dele recebendo maços de dinheiro no Palácio Paiaguás.

João Vieira

Ação visa retirar vereadores Mário Nadaf e Adevair Cabral (nos cantos esquerdo e direito) da CPI

A suspensão, determinada durante sessão do último dia 3, deve durar até que uma decisão final seja decretada, já que a atual atendeu a um agravo de instrumento impetrado pela Câmara de Cuiabá, que tentava anular decisão anterior, em que o Juízo da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá já havia suspendido a CPI, a pedido do vereador Diego Guimarães (PP).

Na ação, Guimarães alegou descumprimento do regimento interno da Câmara, que determina que os vereadores que assinaram a abertura da investigação escolham o relator e o membro da comissão. Diferentemente disso, os vereadores Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV), que atuam como relator e membro, respectivamente, assinaram o pedido de abertura após o seu protocolo. Ambos são aliados do prefeito Emanuel Pinheiro, alvo da CPI.

O objetivo de Diego Guimarães com a ação é retirar os vereadores da base aliada da comissão, que foi instaurada em 16 de novembro do ano passado e já ouviu todas as testemunhas, estando na fase de elaboração do relatório por Adevair Cabral, quando foi alvo da suspensão.

Marcus Vaillant

Diego Guimarães (PP)

“Ainda que não seja uma decisão definitiva, é um agravo de instrumento que confirma a liminar que já foi dada suspendendo a CPI do Paletó e sendo clara que houve sim equívoco na composição da CPI diante de uma manobra realizada pela base de apoio ao prefeito Emanuel Pinheiro. Então reforça que estamos no caminho certo, que houve sim uma burla do regimento interno, uma manobra e um descumprimento do regimento interno pra poder beneficiar o prefeito Emanuel Pinheiro. Seguimos confiantes na Justiça aguardando a decisão final, que certamente irá recompor a CPI, retirando os vereadores Adevair Cabral e Mario Nadaf da composição da CPI e determinando o seu prosseguimento com os vereadores que verdadeiramente querem investigar o escândalo do paletó”, disse o parlamentar.  



// matérias relacionadas

Terça, 05 de junho de 2018

15:46 - Vereadores cobram definição sobre CPI e comparam Justino a 'curiango'

Terça, 15 de maio de 2018

12:57 - Justino quer mais prazo para decidir se muda CPI

Quinta, 03 de maio de 2018

15:52 - Relator da CPI contra Emanuel defende permanência de prefeito no cargo

Segunda, 16 de abril de 2018

16:44 - Vereadores querem nomeação de novos membros na CPI do Paletó

Quinta, 12 de abril de 2018

11:35 - Justiça mantém a suspensão de Adevair Cabral e Mário Nadaf na CPI

Quarta, 21 de março de 2018

17:24 - Denúncia contra presidente de CPI é desespero

12:18 - ONG Moral nega ter feito denúncia a prefeito e registra BO

Terça, 20 de março de 2018

07:30 - Bussiki quer nova composição para fortalecer CPI e investigar prefeito

Segunda, 19 de março de 2018

09:58 - Com CPI suspensa, vereador diz a prefeito que ninguém está acima da lei

Domingo, 18 de março de 2018

20:52 - Juiz suspende trabalhos da CPI do Paletó por 'manobra' na composição


// leia também

Sábado, 15 de setembro de 2018

09:57 - PF prende o desembargador Evandro Stábile por determinação do STJ

Sexta, 14 de setembro de 2018

16:50 - Silval, Eder, Riva e ex-conselheiros são interrogados sobre compra de vaga no TCE

14:01 - Tenente Ledur tratava pelotão como lixo, afirma soldado em depoimento

07:53 - Silval contradiz delação ao negar sociedade com Mauro Mendes

Quinta, 13 de setembro de 2018

19:20 - TJ decide que governo não é obrigado a pagar emendas impositivas

17:16 - Defesa diz que Maggi não apagou mensagens de celular e que PF pode ter forjado provas

16:25 - Juiz mantém veículo de luxo bloqueado e ex-secretário de Silval não pode transferir

14:53 - Vendedor de jogo do bicho concorrente de Arcanjo confirma agressão

09:45 - Fux mantém inquérito contra Bezerra no STF e prorroga investigação por 90 dias

Quarta, 12 de setembro de 2018

10:14 - Promotores de Justiça são absolvidos de acusação de corrupção em Cuiabá