WhatsApp Twuitter

Terça, 11 de setembro de 2018, 10h06

MPE investiga agente acusado de vender celulares a presos

Ana Flávia Corrêa, repórter do GD


O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil para apurar a conduta do agente socioeducativo Cristofer de Oliveira Pinho, lotado no Complexo Pomeri, em Cuiabá. Ele será investigado por supostamente ofertar aparelhos celulares aos menores apreendidos em troca de dinheiro.

Otmar de Oliveira

O documento, do dia 4 de setembro, é assinado pelo promotor de Justiça Reinaldo Rodrigues de Oliveira Filho.

Leia também - Cidades de MT são destaque em saúde e economia, mas estão distantes das primeiras

Em uma denúncia anterior, que foi aceita pelo juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 7ª Vara Criminal da Capital, ele era acusado também de fornecer entorpecentes aos detentos, mas o caso foi arquivado por falta de provas.

"Todavia, conforme se infere pelo depoimento do ex-interno B.C.R., durante o período em que esteve internado no Pomeri, este informou que quando precisava de aparelho celular solicitava que seu pai depositasse dinheiro em contas que lhe eram fornecidas por pessoas que trabalhavam lá dentro, como agentes prisionais e um enfermeiro", disse o magistrado em trecho de sua decisão.

Com isso, o MPE deve investigar os crimes de improbidade administrativa e corrupção passiva, com enriquecimento ilícito e atentado contra os princípios da administração pública.

"Determino a instauração de inquérito civil público para apurar supostos atos de improbidade administrativa, consistentes em enriquecimento ilícito e violação dos princípios da administração pública, por parte de servidor público pertencente à segurança pública", disse o promotor.



// leia também

Sábado, 15 de setembro de 2018

09:57 - PF prende o desembargador Evandro Stábile por determinação do STJ

Sexta, 14 de setembro de 2018

16:50 - Silval, Eder, Riva e ex-conselheiros são interrogados sobre compra de vaga no TCE

14:01 - Tenente Ledur tratava pelotão como lixo, afirma soldado em depoimento

07:53 - Silval contradiz delação ao negar sociedade com Mauro Mendes

Quinta, 13 de setembro de 2018

19:20 - TJ decide que governo não é obrigado a pagar emendas impositivas

17:16 - Defesa diz que Maggi não apagou mensagens de celular e que PF pode ter forjado provas

16:25 - Juiz mantém veículo de luxo bloqueado e ex-secretário de Silval não pode transferir

14:53 - Vendedor de jogo do bicho concorrente de Arcanjo confirma agressão

09:45 - Fux mantém inquérito contra Bezerra no STF e prorroga investigação por 90 dias

Quarta, 12 de setembro de 2018

10:14 - Promotores de Justiça são absolvidos de acusação de corrupção em Cuiabá