WhatsApp Twuitter

Quinta, 10 de agosto de 2017, 12h20

DURANTE JANTAR

Taques entrega minuta da PEC do teto de gastos

Celly Silva, repórter do GD


Após ser chamado de incompetente por conta da demora na entrega da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê o teto de gastos, o governador Pedro Taques (PSDB) entregou ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho uma minuta para dar início às discussões sobre o assunto, que interfere diretamente nas finanças do Estado, que se vê pressionado de vários lados, por conta de atrasos em pagamentos, e alega não haver dinheiro no caixa para cumprir os compromissos.

A entrega do documento ocorreu na noite de quarta-feira (9), durante um jantar oferecido por Botelho em sua casa, em Cuiabá, ao chefe do Executivo e aos deputados da base governista. O encontro selou o apaziguamento dos ânimos entre os poderes, após uma série de troca de “farpas” iniciada com as críticas de Botelho a Taques quanto aos atrasos na entrega de projetos, como do teto de gastos e da reforma da previdência, além dos pagamentos dos duodécimos e das emendas parlamentares, que também estão pendentes.

“Nós tivemos uma reunião ontem à noite lá na minha casa com os deputados da base e o governo entregou o modelo da PEC pra nós. (...) Essa PEC é importante porque ela vai permitir ao governo renegociar a dívida e ficar um período sem pagar essa dívida. Com isso, dá uma economia pro Estado de algo em torno de R$ 1 bilhão por ano. Então, nós temos que aprovar essa PEC”, disse Eduardo Botelho em entrevista concedida à Rádio CBN, na manhã desta quinta-feira (10).

Apesar de ter recebido o documento, a pauta ainda não pode ser votada na Assembleia Legislativa por se tratar apenas de um esboço.

Emendas parlamentares

Mostrando uma nova postura após se entender com o governador, Botelho amenizou o tom ao falar sobre o atraso no pagamento das emendas impositivas a que os deputados têm direito. “Os repasses estão sim com alguns atrasos, mas suportáveis pelo caixa da Assembleia e nós vamos levando”.

O posicionamento do deputado vai de encontro ao que o secretário-chefe da Casa Civil José Adolpho Vieira, que também participou da reunião, comentou após o encontro, dizendo que o plano do governo é quitar os compromissos junto à Assembleia Legislativa conforme ocorra melhora nas finanças do Estado.

“Nós vamos liberando as emendas de acordo com a disponibilidade financeira. (...) A nossa intenção é, com a melhora do quadro do Estado, aumentar essa liberação”, disse à Rádio Capital FM, nesta quinta-feira (10).

Ele destacou que a emenda é um direito constitucional do parlamentar, mas que estes têm entendido o momento de crise e aliviado a pressão sobre o governo. “Existem reclamações, mas os deputados entendem e têm entendido o momento econômico. (...) Então, na verdade nos aliamos pra tirar um pouco dessa pressão. A conversa foi encaminhada sem nenhum tipo de pressão mais contundente porque os deputados sabem os momentos que nós vivemos. A e emenda é um direito do deputado, mas eles entendem o momento econômico”, resumiu.

Leia também - Botelho diz que Taques se faz de 'surdo-mudo' em relação a pagamento de duodécimo

Duodécimo

Em relação ao atraso do duodécimo, que já se acumula em quase R$ 70 milhões, contando com valores pendentes de anos anteriores, o chefe do Legislativo disse que ainda não se chegou a uma solução, mas propõem que um calendário de pagamento seja estipulado. “Isso nós vamos discutir e criar um cronograma. Quero ver se nós discutimos junto com a PEC”, disse. 



// matérias relacionadas

Domingo, 17 de setembro de 2017

14:00 - PEC do Teto corta suplementação de milhões de reais ao poderes

Quarta, 13 de setembro de 2017

12:11 - Déficit da previdência que pode chegar a R$ 3 bi preocupa Estado

09:06 - Deputados votam PEC do Teto de gastos até 18 de outubro

08:25 - Servidores terão salários pagos dentro do mês apenas em 2019

Terça, 12 de setembro de 2017

08:25 - 'Paralisia' de deputados preocupa e pode atrasar aprovação de PEC

Quarta, 16 de agosto de 2017

11:25 - Governo atrasa entrega da PEC do teto de gastos novamente

Terça, 15 de agosto de 2017

09:22 - Proposta do teto de gastos deve chegar na AL nesta terça

Terça, 25 de julho de 2017

09:30 - Governo vai enviar PEC do Teto e reforma administrativa em agosto para AL

Quinta, 06 de julho de 2017

12:27 - Governo atrasa entrega da PEC do Teto de Gastos

Quarta, 08 de março de 2017

17:12 - Empresa vai 'fiscalizar' folha de pagamento dos servidores de MT


// leia também

Quarta, 20 de setembro de 2017

10:30 - Presidente da AL exclui da Comissão de Ética deputados delatados por Silval

Terça, 19 de setembro de 2017

19:19 - Botelho aguarda ministro dizer se AL pode analisar prisão de Fabris

17:08 - Fórum Sindical pede afastamento de 10 deputados estaduais

16:30 - Sem pressa, Botelho descarta discutir prisão de Fabris nesta terça

15:59 - Prefeitura de VG prevê R$ 733 milhões para investimentos

Segunda, 18 de setembro de 2017

19:19 - MPE pode pedir o afastamento de prefeitos delatados por Silval, diz Turin

11:00 - Antônio Joaquim diz que Pedro Taques também deveria ter sido alvo da PF

10:22 - Deputados aguardam notificação do STF para discutir prisão de Fabris

09:18 - PSDB avalia punição contra tucanos delatados Silval Barbosa, diz Leitão

08:23 - Assembleia não altera cronograma da PEC do teto de gastos