WhatsApp Twuitter

Domingo, 10 de setembro de 2017, 09h05

Deputado Romoaldo confirma listas em delação de Silval e nega mensalinho

Janaiara Soares, repórter do GD


Chico Ferreira

Romoaldo Júnior

“Muito do que está na delação é verdade, mas também tem muita mentira e o Silval não vai conseguir provar tudo”, afirmou o deputado estadual Romoaldo Júnior (PMDB) que foi líder do ex-governador na Assembleia Legislativa.

De acordo com ele, as declarações de Silval Barbosa (PMDB) em sua delação premiada incriminado os deputados é uma forma que a defesa achou para que ele conseguisse a liberdade. O deputado Silvano Amaral (PMDB) também se defendeu da acusação de que tentou extorquir o ex-gestor.

Barbosa afirmou na delação premiada que Silvano teria ido visita-lo no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) para pedir dinheiro e em troca votaria favorável a aprovação das contas do último ano de gestão do peemedebista. Silvano apresentou uma certidão da Secretaria de Segurança que comprova que ele não esteve no presídio nos anos de 2015 e 2016. “Nunca estive na prisão para visitar o ex-governador, muito menos para pedir dinheiro. Nossa votação foi totalmente baseada na parecer favorável que veio do TCE. Nunca houve discussão sobre pedir algo ao Silval”.

Romoaldo confirmou que fez lista com o nome de deputados que se reuniriam com o governador. Segundo ele isso era comum para registrar a presença nas reuniões mensais que eram promovidas por Silval. Porém, ele nega a existência de mensalinho.

“Nunca teve mensalinho, já disse isso em depoimento. Havia uma prática aqui na Assembleia, normal, que é a assistência social. Cada gabinete desses era um escritório de assistência, onde se pedia caixão, bujão de gás, exame médico, comida e remédios. Eu tinha um alojamento que era mantido com dinheiro daqui e falei em juízo. Eu estava errado porque não devia fazer, mas usei o dinheiro público para o público, Hoje não se faz mais isso”, disse o deputado.

Ele ainda ressaltou que os deputados que se aproveitaram para conseguir dinheiro em beneficio próprio devem ser punidos e afirma que não ficou surpreso com as declarações do ex-governador que segundo ele, é seu amigo.

“Quando você está preso e quer sair, depois de 10 anos de vida pública você começa a falar tudo. Eu não vou negar que fazia a intermediação entre governador e deputados, eu era líder do governo e era encarregado de fazer a intermediação. Mas o que fizeram foi envolver todo mundo e tentar amenizar a culpa dele para conseguir a liberdade. Quem tiver se aproveitado tem que ser preso e tem que responder pelo que fez”.



// matérias relacionadas

Quarta, 04 de julho de 2018

13:55 - Silval está prestes a ser formar em Teologia

13:20 - Silval lembra que Pedro Taques herdou sua base de apoio na Assembleia - veja vídeos

07:55 - Silval lembra primos presos e diz que governo Taques está 'totalmente enlameado'

Terça, 03 de julho de 2018

16:30 - Silval cobra hombridade e diz que conselheiros deveriam delatar - veja vídeo

13:10 - Antonio Joaquim desafia PF a mostrar provas contra ele e chama Silval de 'bandido'

11:45 - Silval depõe na Controladoria sobre fraudes em contratos de R$ 42 milhões

Domingo, 24 de junho de 2018

08:00 - Silval diz que relatórios do TCE na Copa foram usados para chantagem - veja vídeo

Sábado, 23 de junho de 2018

08:20 - Ex-deputado nega propina, mas não explica dinheiro que recebeu e guardou em pasta

Sexta, 22 de junho de 2018

12:00 - Após anunciar desistência, conselheiro tenta liberar aposentadoria

Segunda, 18 de junho de 2018

11:15 - Emanuel diz à PF que aliado de Silval o gravou para fazer chantagem


// leia também

Terça, 17 de julho de 2018

16:20 - Taques diz que ex-aliados já o conheciam e terão que explicar rompimento

13:55 - Zé do Pátio assume coordenação da campanha de Pedro Taques

10:00 - MDB fecha com Mauro e 'culpa' Wellington Fagundes por mudança de palanque

09:16 - Ninguém consegue enganar tanta gente por muito tempo, diz Pivetta sobre governador

07:40 - Lucimar critica Pedro Taques e cita promessas não cumpridas

07:31 - Assembleia quer mais dinheiro e deixa LDO para depois do recesso

07:15 - Ninguém bate em cachorro morto, rebate Taques contra denúncias

Segunda, 16 de julho de 2018

17:27 - Prefeito assume Saúde para dar 'choque de gestão' e nomeia adjunto

13:30 - Tem que fechar a Assembleia, dispara Botelho sobre vedações eleitorais

13:12 - Dnit entrega anteprojeto de obra do Rodoanel e assegura R$ 500 milhões