WhatsApp Twuitter

Segunda, 11 de setembro de 2017, 19h49

comissão da JBS

Senador de MT convoca Joesley e Janot para se explicarem no Congresso

Karine Miranda, repórter do GD


O senador José Medeiros (Podemos) protocolou, nesta segunda-feira (11), um requerimento em que solicita a convocação do dono da JBS, Joesley Batista, e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para prestarem depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Congresso Nacional.

A comissão foi criada para apurar eventuais irregularidades na aquisição de parte da JBS pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) durante os governos do PT, entre 2007 e 2016. Sustentado por crédito do BNDES, o grupo elevou seu faturamento de R$ 4 bilhões em 2006 para R$ 170 bilhões no ano passado.

Waldemir Barreto/Agência Senado

Medeiros apresenta requerimento para convocar Joesley e Janot

Além disso, a comissão vai averiguar o acordo de delação estabelecido entre o Joesley e o Ministério Público Federal (MPF). Joesley fez acordo para não ser preso, em troca de entregar um áudio da conversa gravada pelo empresário com o presidente Michel Temer (PMDB), acusado de ter usado o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para receber vantagens indevidas do empresário.

O áudio foi usado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para denunciar Temer pelo crime de corrupção passiva no âmbito da Operação Lava Jato. A denúncia foi rejeitada pela maioria dos deputados federais.

No entanto, a divulgação de novos áudios de uma conversa entre o empresário e outros dois exeuctivos da JBS, com referências à PGR e ao Supremo Tribunal Federal geraram a revisão do acordo de delação premiada de Joesley. Inclusive, com base nos áudios, Janot determinou investigação para apurar indícios de omissão de informações na delação premiada dos executivos do grupo.

Além de Joesley e Janot, foram convocados a prestarem depoimento, a esposa de Joesley, a jornalista Ticiane Villas Boas, o ex-executivo da JBS, Ricardo Saud, o ex-procurador do MPF, Marcelo Miller, e o procurador da República Eduardo Pelella.

A comissão foi instalada no último dia 5 e tem como presidente o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), e o vice-presidente, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), além de Medeiros como um dos membros. As próximas reuniões acontecem na terça-feira (12) e na quarta (13).

Além do convite a Rodrigo Janot e convocação de Joesley para prestarem depoimento, já há mais de 60 requerimentos a serem analisados.



// matérias relacionadas

Quarta, 21 de fevereiro de 2018

11:49 - Solto na madrugada, Wesley Batista aguarda colocação de tornozeleira eletrônica

08:20 - Wesley Batista deixa carceragem da Polícia Federal em São Paulo

Terça, 20 de fevereiro de 2018

20:12 - STJ manda soltar os irmãos e delatores Wesley e Joesley Batista

11:53 - Comandante da Marinha diz que Lava Jato não atrasou construção de submarinos

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

14:00 - Primo de Aécio é acusado de violar uso de tornozeleira

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

10:56 - Lula pede suspensão de perícia sobre sistema de propina da Odebrecht

Quarta, 14 de fevereiro de 2018

12:25 - Ministro do STF prorroga prazo de inquérito contra Blairo Maggi

Segunda, 12 de fevereiro de 2018

18:34 - Preso desde abril de 2015, Vaccari recorre ao Supremo

08:22 - Marcelo Odebrecht entrega nota de pagamento a filme sobre Lula

Sábado, 10 de fevereiro de 2018

14:30 - Caso de irmão de Dirceu levou quase 5 meses entre o veredicto no TRF e a prisão


// leia também

Quarta, 21 de fevereiro de 2018

09:38 - Ex-secretário que gravou conversa com delator é interrogado

Terça, 20 de fevereiro de 2018

17:45 - Botelho diz que sabia de fraude e admite que errou ao manter contrato no Detran

17:07 - Executiva do PDT indica Viana como pré-candidato; deputado torce por Mendes

15:48 - Savi diz que 'não tem medo do MP' e permanece à frente da CPI

11:36 - Vereador pede que depoimento de Sílvio em CPI seja enviado ao MPF

11:05 - Estado quer trocar dívida de banco americano com Banco Mundial

09:46 - Blairo Maggi deve recuar de disputa no Senado e deixar a política

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

15:07 - Taques diz que Botelho é amigo e merece defesa após operação Bereré

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

09:15 - Centrais sindicais protestam em Cuiabá por 'aposentadoria digna'

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

18:21 - Advogado de Emanuel alega omissão e contradição em depoimento de delator