WhatsApp Twuitter

Segunda, 11 de setembro de 2017, 19h49

comissão da JBS

Senador de MT convoca Joesley e Janot para se explicarem no Congresso

Karine Miranda, repórter do GD


O senador José Medeiros (Podemos) protocolou, nesta segunda-feira (11), um requerimento em que solicita a convocação do dono da JBS, Joesley Batista, e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para prestarem depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Congresso Nacional.

A comissão foi criada para apurar eventuais irregularidades na aquisição de parte da JBS pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) durante os governos do PT, entre 2007 e 2016. Sustentado por crédito do BNDES, o grupo elevou seu faturamento de R$ 4 bilhões em 2006 para R$ 170 bilhões no ano passado.

Waldemir Barreto/Agência Senado

Medeiros apresenta requerimento para convocar Joesley e Janot

Além disso, a comissão vai averiguar o acordo de delação estabelecido entre o Joesley e o Ministério Público Federal (MPF). Joesley fez acordo para não ser preso, em troca de entregar um áudio da conversa gravada pelo empresário com o presidente Michel Temer (PMDB), acusado de ter usado o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para receber vantagens indevidas do empresário.

O áudio foi usado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para denunciar Temer pelo crime de corrupção passiva no âmbito da Operação Lava Jato. A denúncia foi rejeitada pela maioria dos deputados federais.

No entanto, a divulgação de novos áudios de uma conversa entre o empresário e outros dois exeuctivos da JBS, com referências à PGR e ao Supremo Tribunal Federal geraram a revisão do acordo de delação premiada de Joesley. Inclusive, com base nos áudios, Janot determinou investigação para apurar indícios de omissão de informações na delação premiada dos executivos do grupo.

Além de Joesley e Janot, foram convocados a prestarem depoimento, a esposa de Joesley, a jornalista Ticiane Villas Boas, o ex-executivo da JBS, Ricardo Saud, o ex-procurador do MPF, Marcelo Miller, e o procurador da República Eduardo Pelella.

A comissão foi instalada no último dia 5 e tem como presidente o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), e o vice-presidente, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), além de Medeiros como um dos membros. As próximas reuniões acontecem na terça-feira (12) e na quarta (13).

Além do convite a Rodrigo Janot e convocação de Joesley para prestarem depoimento, já há mais de 60 requerimentos a serem analisados.



// matérias relacionadas

Quarta, 17 de janeiro de 2018

11:30 - RS quer fechar prédios públicos para julgamento de Lula

08:29 - Defesa de Lula pretende usar despacho de Moro em sustentação oral

Terça, 16 de janeiro de 2018

10:28 - Gleisi Hoffmann acusa TRF-4 de criar cortina de fumaça

09:08 - Recurso de Lula mobiliza juízes por mais segurança

Segunda, 15 de janeiro de 2018

11:47 - PF abre novos inquéritos contra três ex-ministros

Quarta, 10 de janeiro de 2018

11:43 - Ex-diretor da JBS depõe hoje na PF; Janot também é chamado

08:40 - Lula não deve ir a porto alegre no dia do julgamento

08:15 - Caixa mantém executivos ligados a Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima

Domingo, 07 de janeiro de 2018

12:05 - Moro manda PF manter aberto inquérito mãe da Lava Jato

Quinta, 04 de janeiro de 2018

16:02 - Cabral é denunciado pela 20ª vez na Operação Lava Jato


// leia também

Quarta, 17 de janeiro de 2018

17:26 - Governador Taques busca liberação de R$ 100 milhões para a saúde

15:30 - Depoimentos de Silval à CGE respingam em 106 empresas e vários servidores

13:28 - Em jantar com presidentes do TJ e AL, Taques promete R$ 40 milhões

10:28 - Escolha de membros da CPI que investigará Taques fica para depois

07:45 - Silval Barbosa aconselha novo governador a não cometer crimes

07:00 - Assembleia Legislativa será posto de cadastramento biométrico até maio

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:44 - Silval detona Taques e diz que fechou gestão com pagamentos em dia

14:45 - Silval confirma ida à CPI que investiga Emanuel Pinheiro

13:25 - Votação das contas de Taques fica para fevereiro e Viana cogita relatório paralelo

12:13 - Kardec consegue 15 assinaturas para criar CPI contra Pedro Taques - confira