WhatsApp Twuitter

Segunda, 11 de setembro de 2017, 19h49

comissão da JBS

Senador de MT convoca Joesley e Janot para se explicarem no Congresso

Karine Miranda, repórter do GD


O senador José Medeiros (Podemos) protocolou, nesta segunda-feira (11), um requerimento em que solicita a convocação do dono da JBS, Joesley Batista, e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para prestarem depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Congresso Nacional.

A comissão foi criada para apurar eventuais irregularidades na aquisição de parte da JBS pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) durante os governos do PT, entre 2007 e 2016. Sustentado por crédito do BNDES, o grupo elevou seu faturamento de R$ 4 bilhões em 2006 para R$ 170 bilhões no ano passado.

Waldemir Barreto/Agência Senado

Medeiros apresenta requerimento para convocar Joesley e Janot

Além disso, a comissão vai averiguar o acordo de delação estabelecido entre o Joesley e o Ministério Público Federal (MPF). Joesley fez acordo para não ser preso, em troca de entregar um áudio da conversa gravada pelo empresário com o presidente Michel Temer (PMDB), acusado de ter usado o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para receber vantagens indevidas do empresário.

O áudio foi usado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para denunciar Temer pelo crime de corrupção passiva no âmbito da Operação Lava Jato. A denúncia foi rejeitada pela maioria dos deputados federais.

No entanto, a divulgação de novos áudios de uma conversa entre o empresário e outros dois exeuctivos da JBS, com referências à PGR e ao Supremo Tribunal Federal geraram a revisão do acordo de delação premiada de Joesley. Inclusive, com base nos áudios, Janot determinou investigação para apurar indícios de omissão de informações na delação premiada dos executivos do grupo.

Além de Joesley e Janot, foram convocados a prestarem depoimento, a esposa de Joesley, a jornalista Ticiane Villas Boas, o ex-executivo da JBS, Ricardo Saud, o ex-procurador do MPF, Marcelo Miller, e o procurador da República Eduardo Pelella.

A comissão foi instalada no último dia 5 e tem como presidente o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), e o vice-presidente, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), além de Medeiros como um dos membros. As próximas reuniões acontecem na terça-feira (12) e na quarta (13).

Além do convite a Rodrigo Janot e convocação de Joesley para prestarem depoimento, já há mais de 60 requerimentos a serem analisados.



// matérias relacionadas

Quinta, 21 de setembro de 2017

13:48 - Joesley e Wesley são indiciados pela PF por manipulação de mercado

13:21 - PF identifica compra de Porsche a Eduardo Cunha pelo dono da Gol

12:38 - Moro dá 15 dias a Lula para provar que valores bloqueados são de Marisa

11:58 - Moro manda bloquear R$ 1,5 milhão de Vaccarezza

10:41 - STF deve concluir hoje julgamento sobre 2ª denúncia contra Temer

08:35 - Justiça Federal condena Sergio Cabral a 45 anos de prisão

Quarta, 20 de setembro de 2017

19:18 - Raquel Dodge defende envio da denúncia contra Temer à Câmara

13:15 - Joesley contratou empresa de delegado que atuou no caso Marcela Temer

12:52 - Entrega dos novos áudios de delatores foi uma 'casca de banana'

12:13 - Defesa de Temer volta a pedir ao STF que devolva denúncia à PGR


// leia também

Quinta, 21 de setembro de 2017

20:20 - Ex-chefe de gabinete de Silval diz que omitiu crimes em delação

15:20 - Botelho marca posse de Meraldo Sá na vaga de Fabris

11:34 - TCE mantém suspensão de aumento de repasse à Câmara

11:30 - Discurso de Trump é som de cachorro latindo, diz ministro da Coreia do Norte

10:15 - Deputados pretendem tirar o colega Gilmar Fabris da cadeia

08:41 - TCE quer saber se houve má-fé em compra superfaturada de maquinários

Quarta, 20 de setembro de 2017

20:13 - Taques detona Orlando Perri e vai acioná-lo no CNJ por afastar secretário

18:15 - Delegado sindicalista diz que Perri comete excesso com busca na Sesp e tornozeleira

16:42 - Afastado do cargo pela Justiça, Rogers Jarbas alega desconhecer acusação

14:22 - TJ afasta secretário Rogers Jarbas e impõe uso de tornozeleira