WhatsApp Twuitter

Sexta, 14 de setembro de 2018, 15h16

Ela quer 32 segundos

MPE defende que Selma Arruda tenha apenas 7 segundos de propaganda na TV

Karine Miranda, repórter do GD


O Ministério Público Eleitoral (MPE) se manifestou contrariamente ao pedido da juíza aposentada e candidata ao Senado, Selma Arruda (PSL), que quer aumentar seu tempo de propaganda eleitoral na televisão. Para o MPE, Selma deve permanecer com 7 segundos.

Marcus Vaillant

MPE manifesta para que Selma tenha 7 segundos do tempo de televisão

A manifestação consta na petição protocolada por Selma Arruda, em representação que ela propôs contra a Coligação Segue em Frente Mato Grosso, encabeçada pelo governador Pedro Taques (PSDB), candidato à reeleição, e que tem o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) como candidato ao Senado.

Leia mais - Selma rompe com o PSDB e segue com campanha independente - Veja vídeo

Selma recorreu à Justiça Eleitoral após afirmar ter sido “boicotada” por Leitão. Ao romper com a coligação, ela teve seu programa eleitoral, que havia passado a ser de 32 segundos, excluído do horário eleitoral.

Selma acreditava que deveria ter o mesmo espaço que Leitão e decidiu abandonar a chapa. Após isso, a coligação decidiu que Selma ficaria apenas com sete segundos, enquanto Nilson Leitão fica com 92 segundos.

Em razão disso, Selma solicitou à Justiça Eleitoral que fosse desconsiderada a ata assinada pelo presidente regional do PSL, deputado federal Vitório Galli, na qual foi acordada essa nova divisão de tempo entre os candidatos.

Leia mais - Selma Arruda afirma que Galli foi coagido a aceitar tempo de TV

A candidata afirmou ainda que teria rompido com a coligação em razão de seu então colega de chapa, Nilson Leitão, ter pedido voto para o candidato Jayme Campos da coligação de oposição “Pra Mudar Mato Grosso”. O ato ocorreu em evento político no dia 12 de setembro.

Ao analisar o caso, o procurador Regional Eleitoral, Ricardo Pael Ardengui, apontou que o próprio Vitório Galli assinou uma declaração desmentindo Selma e dizendo que concorda com as mudanças do tempo de televisão.

“O grave vício alegado pela representante, este sim capaz de afastar o entendimento exposto anteriormente pelo MPE, não foi comprovado. Ao contrário! Não há, portanto, razões para se alterar o entendimento já consignado neste feito”, afirmou o procurador.

Já sobre o pedido de votos por parte de Leitão, o procurador afirmou que o fato “não merece, respeitosamente, maiores considerações”. Com a emissão do parecer, caberá ao juiz eleitoral Jackson Francisco Coleta Coutinho decidir sobre o caso.
 



// matérias relacionadas

Domingo, 16 de setembro de 2018

08:33 - Wellington Fagundes deve R$ 1,2 milhão por campanha

Sábado, 15 de setembro de 2018

18:30 - Wellington Fagundes angaria mais apoios no Araguaia

16:20 - Jayme, Mauro e Fávaro assumem compromisso de resgatar perdas de Lei Kandir

15:45 - Carlos Fávaro afirma que cadeia produtiva deve ser priorizada

15:30 - MT tem muita potencialidade, mas está adormecido por incompetência, avalia Mauro

15:00 - Cuiabania ouve propostas do governador Pedro Taques

14:30 - Valtenir percorre 16 municípios do Araguaia a partir deste sábado

13:44 - Janaina Riva passa mal e suspende agenda em Juara

08:26 - Waldir Caldas quer mudança na forma de financiamento da educação

08:00 - Mendes promete recuperar nome da PM após escândalo dos grampos ilegais


// leia também

Domingo, 16 de setembro de 2018

09:56 - Pesquisas não influenciam na hora do voto, garantem eleitores

08:28 - Empresa alvo da Operação Catarata terá de oferecer pós-operatório

08:22 - Após um ano, só uma ação de Operação Malebolge foi proposta

Sexta, 14 de setembro de 2018

19:54 - TRE ignora impugnação de adversários e defere candidatura de Pedro Taques

18:55 - Taques intensifica campanha no Araguaia neste final de semana

17:53 - Wellington Fagundes defende a Universidade Federal do Araguaia

17:15 - TRE manda Youtube excluir vídeo que denigre imagem de Carlos Bezerra

15:39 - Fávaro chama Leitão de oportunista e afirma unidade no grupo

13:05 - Conclusão do novo Pronto-Socorro é prioridade de Temer, afirma Carlos Marun

13:00 - Confira a entrevista do candidato Waldir Caldas no Jornal do Meio Dia - veja vídeo