WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 08h22

Pautas na frente

Não há como retomar reforma da Previdência neste momento, diz Maia


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira que não há como retomar a votação da reforma da Previdência neste momento. Segundo ele, há outras pautas mais urgentes, como a reforma política e a segunda denúncia que deve ser apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer.

"Acho que temos algumas pautas na frente. Não adianta a gente ficar tratando de reforma da previdência hoje. Depois nós vamos reunir os líderes e vamos ver o que tem condição de votar", disse.

Divulgação

No fim de semana, o governo tentou retomar as discussões sobre as mudanças das regras na Previdência. O ministro Henrique Meirelles chegou a afirmar, em sua conta no Twitter, que a expectativa era votar a reforma em outubro no Congresso.

O calendário de Maia, no entanto, parece ser outro. Questionado se era possível votar até o final do ano a matéria no plenário, ele disse que era preciso ter esperança, mas não falou em datas.

Sobre a reforma política, o presidente da Câmara disse que há acordo para votar esta semana tanto a proposta que altera o sistema eleitoral quanto concluir a votação sobre a que trata do fim das coligações. Para que as alterações valham para as eleições de 2018, elas precisam ser aprovadas até a primeira semana de outubro. A previsão é que as votações ocorram nesta terça-feira.

"Até 7 de outubro, tudo é possível. Mas eu acho que vota a reforma política essa semana. Tem que ver se tem voto ou não. Eu quero ver se conseguimos avançar para distrital misto em 2022", disse.

Maia também disse acreditar que consegue colocar em votação ainda esta semana, provavelmente na quarta-feira, a nova medida provisória do Refis (programa de parcelamento de débitos tributários).

 



// matérias relacionadas

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

09:15 - Centrais sindicais protestam em Cuiabá por 'aposentadoria digna'

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

20:27 - Mesmo com reforma fora da pauta, metalúrgicos do ABC mantêm greve na segunda

13:23 - Intervenção no Rio altera tramitação da reforma da Previdência na Câmara

11:45 - Temer não editaria decreto para criar cortina de fumaça para reforma, diz Maia

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

13:42 - Reforma será iniciada na Câmara mesmo sem a certeza dos 308 votos, diz Marun

08:51 - Maia já prepara um discurso para engavetar a reforma

Quarta, 14 de fevereiro de 2018

18:00 - Projeto para repasse de R$ 2 bi 'cala a boca' da caravana do atraso, diz Marun 

13:04 - Base governista intensifica articulação pela reforma da Previdência

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

09:20 - Temer diz que 'está apostando' na reforma da Previdência

08:27 - Mudança na proposta custará R$ 400 milhões em 10 anos


// leia também

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

08:47 - Com atrasos em obras, estádios da Copa do Mundo expõem 'guerra' na Rússia

08:44 - Sindicatos tentam manter cobrança de contribuição proibida pela reforma

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

19:15 - Relógios devem ser atrasados a partir de 0 hora deste domingo

08:52 - Privatização da Eletrobras pode atrasar

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

15:27 - Fazenda fecha o cerco para combater sonegação de impostos em VG

11:50 - Petrobras anuncia alta de 1,50% no preço da gasolina e queda de 0,80% no diesel

09:00 - Gás de cozinha chega a R$ 120 em MT e assusta

08:59 - Volume de serviços registra queda de 2,8% em 2017, diz IBGE

08:34 - Aluguel residencial tem maior alta desde fevereiro de 2015, diz Fipezap

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

17:30 - União pagou em janeiro R$ 118,95 mi de dívidas em atraso do RJ, diz Tesouro