WhatsApp Twuitter

Quarta, 22 de fevereiro de 2017, 09h07

No Estado de Goiás

Polícia deflagra Operação Hicsos contra roubo de cargas de alto valor


A força-tarefa da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar de Goiás deflagrou, na madrugada desta quarta-feira, 22, a Operação Hicsos contra um grupo especializado no roubo de cargas de alto valor.

De acordo com nota da PF, participam da operação cerca de 350 policiais. Ao todo estão sendo cumpridos 82 mandados judiciais, sendo 37 mandados de prisão preventiva, 14 de condução coercitiva e 31 de busca e apreensão nas cidades de Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Trindade, Bela Vista, Leopoldo de Bulhões, Alexânia, Morrinhos, Campos Belos, no Estado de Goiás, além do Distrito Federal.

A investigação, de acordo com a Polícia Federal, apontou ‘um esquema de roubo de carga financiado por empresários de inúmeros ramos do comércio, incluindo desde postos de combustíveis até supermercados e distribuidoras de alimentos e bebidas‘.

‘Os financiadores pagavam em torno de 50% do valor da carga aos criminosos, que depois era vendida em estabelecimentos comerciais como se fosse mercadoria legalmente adquirida‘, diz nota da PF.

‘A organização criminosa chegou, inclusive, a fazer falsas barreiras se utilizando de coletes de fiscalização e de veículos equipados com sirenes e giroflexos. O grupo avaliava a carga de cada caminhão parado e, quando deparava com uma carga de alto valor, anunciava o assalto. Para facilitar a ação, utilizavam-se de equipamentos de alta tecnologia evitando, assim, que o veículo fosse rastreado.‘

A Federal estima que o esquema era responsável por uma média de 25 roubos por mês, gerando um prejuízo de R$ 30 milhões. Segundo a PF, o dinheiro servia para abastecer outras atividades criminosas que incluíam tráfico de drogas e armas e roubos a banco.

Os investigados responderão pelos crimes de roubo qualificado, cárcere privado, lavagem de dinheiro, organização criminosa, tráfico de drogas e receptação. Em relação ao nome da ação, a PF informou que Hicsos faz referência a um povo que invadiu a região oriental do Delta do Nilo durante a décima segunda dinastia do Egito, conhecidos, no mundo antigo, como saqueadores e ladrões. 



// matérias relacionadas

Sexta, 25 de maio de 2018

16:52 - Nove adolescentes morrem em incêndio em centro de internação em Goiás

Quinta, 29 de março de 2018

10:15 - Homem que matou e ateou fogo em mulher é condenado a 18 anos de prisão

Quinta, 11 de janeiro de 2018

15:14 - Tentativa de fuga em presídio de Goiânia acirra crise penitenciária no Estado

Segunda, 08 de janeiro de 2018

14:06 - Por segurança, presidente do STF desiste de vistoria em presídio

Quinta, 04 de janeiro de 2018

17:00 - Juiz autoriza 486 presos do semiaberto a deixarem presídio durante a noite

16:00 - Ministra Cármen Lúcia fará 'blitz' em presídio de GO

Terça, 02 de janeiro de 2018

14:00 - Mortos em presídio de Goiás foram carbonizados e dois, decapitados

Domingo, 19 de novembro de 2017

09:25 - Um mês após tiroteio em escola, adolescente tenta retomar a vida

Quarta, 13 de setembro de 2017

08:42 - Mais de mil pessoas em Goiânia ainda têm rotina ligada ao césio 137

Quinta, 27 de julho de 2017

08:51 - Seis presos são mortos e oito fogem de presídio durante rebelião em Goiás


// leia também

Quarta, 20 de junho de 2018

13:15 - Minas Gerais registra novos ataques a veículos

11:33 - Ministro do Esporte - assédio a mulher na Copa da Rússia envergonhou Brasil

09:33 - Mãe denuncia suspeito de matar mulher e duas filhas é preso em São Vicente

09:11 - Pai da menina Vitória confirma briga política depois de disputar eleição

Terça, 19 de junho de 2018

14:32 - Governo federal reconhece situação de emergência em 184 cidades

14:05 - ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26

13:00 - PF apreende 1,5 tonelada de cocaína no Porto de Salvador

10:46 - Chacina deixa sete mortos em Viamão, no RS

10:17 - Universidades federais têm menos de 1% de intercambistas estrangeiros

09:20 - Raiva humana já deixou pelo menos 12 mortos no PA; São Paulo está em alerta