WhatsApp Twuitter

Terça, 12 de setembro de 2017, 13h35

Brasil

Veterinário mata mulher durante banho e comete suicídio em Suzano


O médico veterinário Walter Willians Moreno, de 44 anos, assassinou a tiros a mulher, Telma Adriana Galhardo, de 43, também veterinária, enquanto ela tomava banho na casa do casal, na noite de domingo, 10, em Suzano, na Grande São Paulo. Após o crime, ele foi encontrado morto, preso por uma corda à cobertura da área de lazer, no quintal da residência. A Polícia Civil investiga a hipótese de homicídio seguido de suicídio. De acordo com testemunhas, o casal estava em processo de separação e havia se desentendido na divisão dos bens.

A tragédia aconteceu na Cidade Boa Vista, bairro onde morava o casal, e a morte da mãe foi presenciada por uma filha da vítima, de 8 anos. A criança correu ao ouvir os disparos. Um vizinho acionou a Polícia Militar. Os policiais, que tiveram de forçar a porta para entrar, encontraram a mulher caída sob o chuveiro. Ela tinha lesões no crânio e duas perfurações no peito.

Os policiais recolheram cápsulas de projéteis deflagrados no interior do banheiro e do lado de fora da casa. As munições eram compatíveis com uma pistola calibre 380 achada ao lado do corpo dele, e uma espingarda calibre 12 achada no gramado, próximo da piscina.

Reprodução/ Facebook

O casal Walter Willians Moreno e Telma Adriana Galhardo teria entrado em conflito ao dividir os ben

Aos policiais militares que a encontraram sendo amparada por vizinhos, a menina disse que viu o veterinário atirar contra sua mãe pelo vitrô do banheiro com uma arma pequena. Em seguida, ele foi ao interior da casa, pegou a espingarda e fez outros disparos. A criança nada sofreu, mas estava abalada. Ela está sob cuidados de familiares da mãe. Testemunhas disseram que o veterinário sofria de depressão e tomava remédios, às vezes junto com bebida alcoólica.

O casal teria entrado em conflito ao dividir os bens, que incluíam várias joias. Uma caixa-forte de madeira contendo valores foi apreendida e colocada à disposição da Justiça. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o crime e aguarda os laudos das necrópsias, feitos pelo Instituto Médico Legal (IML), e das perícias feitas no local.

Amigos de Telma transformaram em memorial sua página na rede social Facebook.



// matérias relacionadas

Quinta, 23 de novembro de 2017

18:33 - Médicos alertam para possível fechamento do pronto-socorro do Hospital da USP

14:51 - Protesto por direito trabalhista bloqueia pista local da Marginal do Tietê em SP

14:35 - Clínica para dependentes químicos em Itu é interditada por maus-tratos

10:06 - Justiça absolve PMs que mataram pichadores na Mooca

Quarta, 22 de novembro de 2017

18:18 - Kombi com mais de R$ 25 milhões em multas é apreendida na zona leste

14:51 - CRF-SP quer barrar graduações de Farmácia

14:39 - Empresário morre após doar rim para o irmão no interior de SP

13:45 - Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor

09:51 - Operação prende suspeitos de compartilhar pornografia infantil em SP

Terça, 21 de novembro de 2017

09:07 - Mulher morre em emboscada em estrada rural montada pelo marido


// leia também

Quinta, 23 de novembro de 2017

23:00 - Justiça decide que mulher vai a júri por instigar suicídio de ex

18:14 - 74% dos consumidores não acreditam nas promoções da Black Friday, diz pesquisa

17:48 - Giraffas entra na briga dos fast food e dará fritas de graça na Black Friday

14:58 - Mãe acusa escola no Ceará de expulsar sua filha por ser transexual

10:02 - Criança toma 1ª dose de remédio de R$ 400 mil para tratar doença rara

Quarta, 22 de novembro de 2017

21:40 - ANJ concede Prêmio Liberdade de Imprensa à jornalista Míriam Leitão

20:00 - Supremo suspende julgamento sobre registro civil de transexual

19:17 - AGU quer que autor de feminicídio arque com pensão dos filhos da vítima

17:18 - Temporais alagam ruas e causam destruição em cinco cidades do interior de SP

09:57 - Três brasileiros morrem a cada 5 minutos em hospitais por falhas