WhatsApp Twuitter

Sexta, 14 de setembro de 2018, 18h14

Correios terão que pagar indenização por expor carteiros à insegurança


Os Correios foram condenados pela Justiça do Trabalho a pagar uma indenização de R$ 500 mil por danos morais coletivos por expor carteiros a situação de insegurança. A sentença da 10ª Vara do Trabalho de Campinas confirma a liminar de dezembro de 2013 que determinava a suspensão de todas as entregas e encomendas em 73 áreas de risco de assaltos nas cidades de Campinas, Jundiaí e Sumaré. A ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Cabe recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

A decisão da juíza Rita de Cássia Scagliusi do Carmo estabelece ainda que seja feita a imediata e irrestrita prestação de assistência médica e/ou psicológica para os trabalhadores que foram vítimas de assaltos, constrangimento ou violência no exercício do trabalho. Segundo o MPT, a multa em caso de descumprimento desta medida é de R$ 50 mil por trabalhador ou família não assistido.

As multas serão designadas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ou outra destinação indicada pelo Ministério Público no encerramento da ação. A indenização por danos morais coletivos, por sua vez, será encaminhada para projetos e instituições ou órgãos públicos que atuem na defesa dos trabalhadores na área de atuação do tribunal trabalhista da 15ª região, também a ser indicada pela procuradoria.

Ação

A Ação Civil Pública foi movida pelo MPT, sob responsabilidade da procuradora Alvamari Tebet, e pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em dezembro de 2013, com base em inquérito que comprovou os assaltos sucessivos que os trabalhadores estavam sofrendo nas três cidades apontadas. Segundo o sindicato, foram 187 ocorrências naquele ano, sem que os carteiros recebessem assistência médica ou psicológica da empresa.

De acordo com o MPT, durante a audiência de instrução os Correios disseram ter contratado uma empresa especializada para fazer a escolta dos trabalhadores, mas o contrato incluía 16 áreas de risco, enquanto o sindicato indicava 73 localidades. A procuradora propôs que os Correios apresentassem um cronograma com medidas de segurança a partir de dezembro e que houvesse aumento da abrangência do contrato para atender todas as áreas de risco.

Além disso, foi proposto um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que os Correios se comprometiam a fornecer a assistência médica e psicológica. Como a empresa não assinou o TAC e também não se comprometeram com a escolta, deu-se início ao processo judicial, no qual foi conseguida uma liminar para suspender as entregas nas zonas de perigo.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria de imprensa dos Correios informou que se manifestará apenas nos autos. 



// matérias relacionadas

Terça, 28 de agosto de 2018

14:39 - Correios passam a cobrar despacho postal em encomendas internacionais

Terça, 21 de agosto de 2018

15:04 - Correios poderão emitir carteira profissional sem custo

Domingo, 24 de junho de 2018

13:48 - Correios reabre inscrições para programa Jovem Aprendiz

Sábado, 12 de maio de 2018

08:50 - Correios abrem quase 5 mil vagas para concurso de jovem aprendiz

Quarta, 09 de maio de 2018

14:43 - Correios devem voltar a dar lucro financeiro neste mês de maio, diz presidente

Sábado, 14 de abril de 2018

15:00 - Correios pedem para a união devolver R$ 3,2 bi

Segunda, 12 de março de 2018

14:33 - Correios diz que greve de funcionários é 'injustificada e ilegal'

Domingo, 11 de março de 2018

09:39 - Trabalhadores dos Correios entram em greve hoje em todo país

Quarta, 28 de fevereiro de 2018

19:33 - Procon-RJ tentará impedir taxa extra dos Correios para moradores do Rio

17:30 - Violência no Rio faz Correios cobrarem taxa extra de R$ 3


// leia também

Domingo, 16 de setembro de 2018

12:00 - Público terá atendimento médico vascular gratuito neste domingo em SP

09:30 - Cultura reggae será tema de mostra no CCO

07:41 - Em Pernambuco, campanhas eleitorais ignoram vítimas do vírus zika

07:36 - Educação pública é a arma contra desigualdade no Brasil

Sábado, 15 de setembro de 2018

17:00 - UFRJ inicia cobertura do telhado do Museu Nacional após incêndio

13:27 - Encapuzados incendeiam carro e explodem banco em São Miguel Arcanjo

11:57 - Forças Armadas prendem 24 pessoas em Angra dos Reis durante operação

10:55 - Forças Armadas fazem ação contra o tráfico em três comunidades do Rio

Sexta, 14 de setembro de 2018

20:00 - Lewandowski arquiva inqúerito que investigava Renan e Jucá

18:11 - Campanha contra pólio e sarampo é prorrogada até 29 de setembro em São Paulo