WhatsApp Twuitter

Domingo, 02 de setembro de 2018, 00h00

Próximos capítulos


E quem estava achando que o rompimento seria o fim da novela cujos protagonistas são Selma Arruda e Nilson Leitão, está enganado. Ainda tem mais capítulos pela frente. Se a ex-juíza desistiu de ir à Justiça para conquistar um pedaço do tempo de propaganda eleitoral do tucano, os tucanos é que não vão deixar barato. Agora é o PSDB que vai avaliar a questão jurídica do caso. O partido quer saber se Selma ainda terá direito aos 25 segundos de espaço na televisão fruto dos tempos de TV dos demais partidos que compõem o grupo. Na coletiva de sexta-feira (31), Selma já deu a deixa de que, se tiver que fazer campanha “no Facebook” e de “rasteirinha” pela rua, não tem problema nenhum para ela.
 

Climão

Uma coisa é certa com esse rompimento: fotos como essas, dos fotógrafos Marcus Vaillant e Chico Ferreira, de A Gazeta, em que o “climão” entre Selma Arruda e Nilson Leitão é mais que evidente, não vão mais ser feitas ao longo dessa campanha.

 

Voz muda

Dos deputados estaduais candidatos à reeleição que apareceram no horário eleitoral transmitido na sexta-feira (31), Saturnino Masson (PSDB) está na lista dos que chamaram a atenção dos olhares mais atentos. Isso porque o slogam do tucano foi “a voz na Assembleia”. Quem acompanha as sessões do Parlamento, no entanto, sabe muito bem que Saturnino é um dos deputados que menos se manifesta lá dentro. Há quem diga ser possível contar nos dedos quantas vezes ele subiu à tribuna para fazer um pronunciamento.

Delação

São quentes os rumores de que, antes de a eleição acontecer, mais políticos com mandato e buscando a reeleição ou novos cargos vão aparecer na lista de alguns delator de algum esquema de corrupção que aconteceu em algum momento da história de Mato Grosso. Se o ritmo continuar assim, é bem provável que gente eleita no dia 7 de outubro, ou nem chegue a tomar posse do cargo, ou acabe tendo que deixá-lo no decorrer do, quem sabe, próximo mandato.

Fiscalização

Os políticos, se não estão, já deveriam estar acostumados com a fiscalização da Justiça Eleitoral em tempos de campanha. Já o eleitor, esse costuma achar que a corrupção está só do lado de quem pede votos e, por isso, vez ou outra, acaba cometendo atos que não deveria. Vale o aviso, portanto, de que os responsáveis por conduzir o pleito também estão de olho em quem vota e que a punição pode até demorar, mas vem.
 

Removidos

O rompimento de Selma Arruda com o PSDB causou uma - ou seria mais uma - situação constrangedora envolvendo as equipes de campanha de ambos os lados. É que horas depois do anúncio dela, os assessores da candidata do PSL ao Senado acabaram removidos - por razões evidentes - do grupo de WhatsApp em que a coligação se comunica com a imprensa. Uma decisão compreensível, mas que ganhou um destaque excepcional pelo fato de a campanha de Selma ser chefiada pelo ex-secretário de Comunicação do governo Pedro Taques (PSDB), Kleber Lima.

Famosos sem voto

O horário eleitoral começou e o eleitor que gosta de acompanhar os programas - seja para conhecer os candidatos, seja para se divertir com a “desenvoltura” de alguns dos que arriscam uma candidatura - já notou alguns rostos bem conhecidos, mas que não ocupam nenhum cargos público. São os eternos candidatos que, entra eleição, sai eleição, estão lá, firmes e fortes, pedindo voto, geralmente, para algum cargo no legislativo.

Reflexos

Nos bastidores, o que já se comenta é que a crise na chapa majoritária do governador Pedro Taques tem tido reflexo também nas chapas proporcionais. Os rumores são de que alguns candidatos a deputado já teriam procurado Mauro Mendes (DEM) e Wellington Fagundes (PR) em busca de um “combinado” por um apoio velado. Tudo isso por medo de dizer aos seus eventuais eleitores que estão no grupo da confusão.
 



// leia também

Domingo, 16 de setembro de 2018

00:00 - Palanque

Sábado, 15 de setembro de 2018

00:00 - Ciúmes

Sexta, 14 de setembro de 2018

00:00 - Compliance

Quinta, 13 de setembro de 2018

00:00 - Mão fechada

Quarta, 12 de setembro de 2018

00:00 - Em sigilo

Terça, 11 de setembro de 2018

00:00 - Campanha sobre trilhos

Segunda, 10 de setembro de 2018

00:00 - Planilha

Domingo, 09 de setembro de 2018

00:00 - Sindicância 1

Sexta, 07 de setembro de 2018

00:00 - Sem noção...

Quinta, 06 de setembro de 2018

00:00 - Nunca visto, sempre lembrado