WhatsApp Twuitter

Terça, 04 de setembro de 2018, 00h00

Pesar 1


A Rádio Vila Real (98.3 FM) e a TV Vila Real (Canal 10) não exibiram, nesta segunda-feira (3), a Rodada Gazeta de Entrevistas como estava inicialmente previsto. A convidada era a candidata ao Senado, professora Maria Lúcia (PC do B), ex-reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que não pôde comparecer por estar em Campo Grande (MS) para se despedir de sua mãe. Maria Pereira Cavalli, faleceu no último sábado (1º), aos 91 anos.
Em nota, Maria Lúcia afirmou que aguarda outra data para falar com os eleitores por meio dos veículos do Grupo Gazeta de Comunicação.

Pesar 2

Faleceu neste domingo (2) a candidata a deputada federal nas eleições deste ano Rozanil Guimarães. Ela era filiada ao PSOL. Em nota, o partido afirmou que Rozanil tinha problemas renais e se submetia a sessões de hemodiálise três vezes por semana e, ainda assim, “jamais desistiu de seus ideais”.

Fora da disputa...

Um tanto quanto morna, sem grandes embates e polêmicas entre os candidatos, a eleição deste ano, para alguns, está desse jeito porque nomes importantes e controversos da política estão, não apenas fora da disputa, mas completamente apagados no cenário eleitoral.
Nesta lista está, por exemplo, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, que mesmo tendo a herdeira de seu espólio eleitoral, Janaina Riva, concorrendo ao cargo de deputada novamente, sequer foi citado pelos adversários dela na corrida pelas vagas no Parlamento estadual.

... esquecidos por todos

A lista conta ainda com o ex-governador Silval Barbosa, que tanto esforço fez no período pré-eleitoral - dando entrevistas e criticando o atual governo sempre que podia - para ser lembrado e que, agora, ninguém sequer sabe quem apoia.
Também Eder Moraes, ex-supersecretário de dois governos e que encontra nesse “anonimato eleitoral” quase que um prêmio, já que todas as vezes que é lembrado isso ocorre por memórias não muito boas para Mato Grosso.

Na mira

E por falar em esquecimento, o Ministério Público parece ter esquecido de casos importantes que vinham sendo investigados e resolveu voltar todos os holofotes para o governo do Estado. Nos bastidores, já se comenta a existência de previsão de uma operação por semana tendo a atual gestão como alvo. Se continuar desse jeito, o discurso dos aliados de Pedro Taques, de que tudo não passa de operações eleitoreiras, vai acabar pegando e o tucano se transformando na grande vítima desse pleito.

Sem Selma...

Sem a ex-juíza Selma Arruda (PSL) disputando a segunda vaga ao Senado na chapa tucana, já tem candidato do PSDB declarando apoio a Jayme Campos (DEM). O deputado estadual Guilherme Maluf, que disputa a reeleição, é um deles. Em vídeo que circula pelas redes sociais, o parlamentar tenta deixar tudo bem claro: seu primeiro voto é do correligionário Nilson Leitão, mas também tem trabalhado pela candidatura de Jayme por conta da relação de amizade.

...com Jayme

A verdade é que antes mesmo de Selma Arruda desistir de caminhar na chapa do PSDB, já havia rumores de que Nilson Leitão tentava ‘trabalhar junto‘ com Jayme Campos. A única coisa que os tucanos precisam ter em mente é que Jayme continua na chapa de Mauro Mendes (DEM) e que pedir votos pra ele, pode representar um risco de confundir o eleitor sobre quem é o candidato ao governo que se está apoiando. No vídeo, Guilherme Maluf ressalta: o governador é 45.
 



// leia também

Domingo, 16 de setembro de 2018

00:00 - Palanque

Sábado, 15 de setembro de 2018

00:00 - Ciúmes

Sexta, 14 de setembro de 2018

00:00 - Compliance

Quinta, 13 de setembro de 2018

00:00 - Mão fechada

Quarta, 12 de setembro de 2018

00:00 - Em sigilo

Terça, 11 de setembro de 2018

00:00 - Campanha sobre trilhos

Segunda, 10 de setembro de 2018

00:00 - Planilha

Domingo, 09 de setembro de 2018

00:00 - Sindicância 1

Sexta, 07 de setembro de 2018

00:00 - Sem noção...

Quinta, 06 de setembro de 2018

00:00 - Nunca visto, sempre lembrado