WhatsApp Twuitter

Segunda, 11 de setembro de 2017, 10h15

Cuiabanos atingidos pelo furacão Irma querem voltar para casa

Keka Werneck, repórter do GD


Cuiabanos que estão na Flórida, por onde passa o furacão Irma, desde a madrugada de ontem (10), iniciam a semana apreensivos quanto ao retorno para casa, ainda sem previsão garantida.

Quem está de férias, passeando, aguarda nos hotéis, tendo que obedecer toque de recolher e medidas de segurança.

Os que moram lá esperam que a vida volte ao normal, pois já convivem com estas intempéries. Já os que perderam tudo ainda não sabem o que vão fazer daqui adiante.

Facebook

Samara e Sara

É o caso das irmãs Sara Cristina Nunes Bandeira Joseph, 24, e Samara Cristina Nunes Bandeira, 17, que moram nas Ilhas Virgens Britânicas, uma das regiões das mais devastadas pelo furacão. A casa de Sara, que é casada com um britânico, Marwin Joseph, com quem tem um filho norte-americano de 1 ano e 8 meses, deu perda total. Ficou destelhada e os pertences da família foram destruídos pela força do vento.

Facebook

Casa de Sara está entre as destruídas

O pai delas, pastor Uziel Bandeira, da Igreja de Deus, em Cuiabá, está muito preocupado com as meninas. A esposa dele comenta que só agora está mais calma, ao saber que no final da manhã desta segunda-feira (11) haverá uma reunião de 6 brasileiros, entre eles Sara e Samara, com representantes do Itamaraty, que é o Ministério das Relações Exteriores.

O presidente Michel Temer (PSDB) informou que colocou a rede de embaixadas e consulados brasileiros em “estado de alerta” para prestar todo o apoio necessário aos brasileiros afetados pelo furacão Irma.

A jornalista Dejane Arnhold, que está em Orlando curtindo as férias e comemorando 6 meses de casamento, postou ontem um vídeo no Facebook, para mostrar a força do vento. Disse que o hotel está dando apoio aos hóspedes, com alimentação inclusive e que têm energia e internet.

Arquivo pessoal

Carla Rocha

Outra jornalista que está em Orlando é Carla Rocha. Ela falou com o Gazeta Digital direto de Orlando, onda está com um grupo de amigas. Do quarto do hotel, conta qual é o clima na cidade. "Estou com um grupo de amigas, 3, viemos de férias, passamos primeiro por Miami, alugamos um carro e viemos para Orlando. Íamos ficar só 3 dias visitando os parques da Disney e iríamos voltar para Miami, de onde seguiríamos para New York no dia 8, mas, por causa do Irma, os aeroportos foram fechados. Na verdade a melhor opção era ficar em Orlando e não voltar para Miami que seria a primeira cidade a ser atingida pelo furacão", detalha.

 

Segundo ela, não tem como sair de Orlando imediatamente e a passagem aérea foi remarcada para o dia 14, de volta ao Brasil. "Cancelei o sonho de conhecer Nova York, mas agradeço a Deus por estar viva e nada ter acontecido de mais grave. Temos que seguir os procedimentos de segurança e as orientações das autoridades. Graças a Deus não precisamos recorrer a um abrigo, conseguimos vaga em um hotel seguro, com gerador de energia e uma equipe técnica bem treinada para atender nesses casos de emergência", conta.

Segundo ela, o clima não é de pânico, até porque as pessoas, principalmente os norte-americanos, estão sendo atenciosos e dão tranquilidade aos turistas, porque já têm experiência com intempéries.

Ela ressalta que agora o furacão Irma perdeu força e deslocou para Tampa-Bay que é no litoral.

Ao avançar pela Flórida, Furacão Irma é rebaixado para tempestade tropical 

Confira o áudio encaminhado pela jornalista.



// matérias relacionadas

Quarta, 20 de setembro de 2017

10:54 - Sobe para 224 o número de mortos em terremoto no México

Terça, 19 de setembro de 2017

13:10 - Primeiro-ministro diz que Dominica perdeu tudo durante passagem de furacão

Quarta, 13 de setembro de 2017

08:35 - Irmãs atingidas por furacão se reencontram com familiares

Terça, 12 de setembro de 2017

09:41 - Devastadas, Ilhas do Caribe tentam se reconstruir após furacão Irma

08:45 - Irmãs cuiabanas que perderam tudo já estão voando para Cuiabá

Sexta, 14 de outubro de 2016

09:31 - Outro furacão potente que se aproxima do Caribe


// leia também

Quarta, 20 de setembro de 2017

21:20 - Bombeiros apagam incêndio provocado por vela em edifício de Cuiabá; veja vídeo

19:12 - OAB e artistas de Cuiabá realizam reunião contra censura a Gervane de Paula

18:31 - Merenda escolar garante qualidade nutricional aos alunos de VG

17:01 - Em Mato Grosso 20% dos presos usam tornozeleira

09:41 - Psicólogos e comunidade LGBT de Cuiabá querem suspensão de liminar da 'cura gay'

Terça, 19 de setembro de 2017

18:45 - Morte de namorada de bombeiro completa 30 dias sem laudo

18:30 - Revoltados com promessas, moradores bloqueiam ruas exigindo obras e asfalto - vídeo

17:58 - Com pavimentação de Cotriguacu a Juruena Pró-Estradas soma 2 mil km de asfalto

16:23 - Telhado da Câmara de VG cede e trabalhador despenca por 4 metros de altura

14:21 - Incêndio destrói restaurante próximo ao Hospital Regional