WhatsApp Twuitter

Quarta, 13 de setembro de 2017, 15h48

Pais peregrinam para vacinar filhos em Cuiabá

Alcione dos Anjos, redação de A Gazeta


Pais e responsáveis por crianças e adolescentes menores de 15 anos enfrentam dificuldades para vacinar os menores em Cuiabá. Mesmo com o início, na segunda-feira (11), da campanha nacional de multivacinação, realizada pelo Ministério da Saúde, para atualizar a caderneta de vacinação e atingir a meta de cobertura vacinal de 90% da população, vários postos de saúde da capital não estão com as doses disponíveis.

Até a semana passada, o município havia garantido que os 71 pontos de vacinação estariam funcionando a partir do dia 11, até 22 de setembro. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirma que o problema não está na distribuição das doses, que vem ocorrendo desde a semana passada. Aponta que as dificuldades são devido a estrutura das unidades do município. A pasta municipal admite a precariedade e afirma que está tomando medidas necessárias para sanar os problemas.

João Vieira

A médica veterinária Géssy Caetano sentiu na pele realizou uma verdadeira peregrinação na tentativa de vacinar a filha. Nesta terça-feira (12) ela levou Ana Elena, de 1 ano e 3 meses, para tomar a vacina dos 15 meses e verificar se havia alguma dose faltando. “Estou desde cedo peregrinando e não encontro nenhum posto que está fazendo a vacinação. Na unidade do Terra Nova disseram que estava sem ar condicionado e por isso não poderiam aplicar a dose. No Bela Vista tinha gente saindo pela janela e como estava próximo das 10h, quando encerram a vacinação, fui ao posto do Jardim Leblon. Lá falaram que não tinha vacina e agora, aqui no Alvorada, informaram que a geladeira é que está com problema”, conta.

Além das unidades citadas, a reportagem apurou que o PSF da Morada do Ouro estava com a geladeira estragada, a unidade do Pedregal ficou sem energia, teve que retirar os frascos da medicação para não comprometer as doses. No Coxipó 3, a informação é que a vacinação vai ocorrer só no dia D da campanha, marcada para sábado (16) e no PSF do 3 Barras está faltando a meningocócica. Coordenadora de programas de ações estratégicas da SMS de Cuiabá, Lidiana Siqueira diz que a falta da vacina no 3 Barras é pontual, basta o gestor solicitar para reabastecer. Lembra que as altas temperaturas da Capital prejudicam o desempenho dos aparelhos do ar condicionado e contabiliza que 10 salas terão o aparelho substituído. Diz que o problema das geladeiras também será solucionado, já que a Prefeitura de Cuiabá adquiriu 48 câmaras frias que irão substituir as danificadas.

Atualização da caderneta segue até o dia 22 

Reprodução

A campanha nacional de multivacinação segue até o dia 22 de setembro em todo o Brasil. O dia “D” será no sábado, dia 16. Em Cuiabá, segundo a SMS, serão 71 salas de vacinação com 8 servidores em cada uma. “A iniciativa tem por objetivo o estímulo a atualização da carteira de vacinas para crianças e adolescentes menores de 15 anos. Com esse reforço conseguiremos ampliar a cobertura desse público”, informa a coordenadora da SMS, Lidiane Siqueira.

Em Várzea Grande, desde segunda-feira (11) estão disponíveis 25.900 doses de vacinas contra 18 tipos de doenças. O dia “D” contará com 150 profissionais nas 22 unidades do município das 8h as 17h. “O público mais difícil de se alcançar são os adultos e adolescentes. Nessas faixas etárias temos vacinas específicas a exemplo da febre amarela e do HPV, mas poucos vem receber”, alerta o diretor de Vigilância em Saúde do município, Juliano Silva Melo.

As vacinas disponíveis para crianças menores de 5 anos são BCG, Hepatite B, VIP, penta, VOPb, rotavírus humano, pneumocócica 10 valente, Meningocócica C conjugada, febre amarela, tríplice viral, tetra viral ou tríplice viral + varicela (atenuada), DTP, Hepatite A e varicela. Já para os de 7 a 15 anos a imunização será contra Hepatite B, febre amarela, tríplice viral, dT, dTpa, Meningocócica C conjugada, HPV e varicela. Adultos e idosos poderão atualizar a caderneta contra HPV, dT e dTpa, Meningocócica, varicela, febre amarela e hepatite. “A manutenção da carteira de vacinação garante que o Brasil não deixe doenças como Sarampo e Rubéola retornarem”, reforça a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SES-MT, Alessandra Moraes.  



// matérias relacionadas

Sexta, 26 de maio de 2017

11:00 - Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 9 de junho

Terça, 09 de maio de 2017

10:02 - Só 1 em 4 tomou vacina contra a gripe no País

Quarta, 05 de outubro de 2016

14:56 - Cuiabá terá vacinação antirrábica no sábado

Sábado, 24 de setembro de 2016

07:03 - Postos de saúde abrem para 'dia D'

Segunda, 19 de setembro de 2016

08:42 - Vacinação tem como alvos criança e adolescente


// leia também

Quinta, 23 de novembro de 2017

17:18 - Obras da UPA Cristo Rei são iniciadas e ficam prontas em 2018

16:20 - Caminhonete capota e agricultor morre ao ser arremessado para fora

12:51 - Procon fará blitz em lojas que aderirem ao black Friday para garantir direitos do consumidor

11:21 - Crianças lutam contra o câncer com apoio das mães

10:46 - Videomonitoramento será utilizado para proibir caminhões no Centro

10:21 - Van com passageiros em tratamento sofre acidente na BR-163

10:08 - Acidente entre carros e ônibus na avenida da FEB deixa condutor ferido - veja vídeo

Quarta, 22 de novembro de 2017

18:41 - Técnicos do BNDES vistoriam obras de revitalização da Salgadeira

18:06 - Obras de reforma da Praça Ipiranga entram na fase de concretagem

18:06 - Prefeitura de Cuiabá realiza mutirão para recadastrar programas sociais